Litoral Norte de SC tem duas mortes por meningite em três dias - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Saúde28/08/2017 | 19h04Atualizada em 28/08/2017 | 19h31

Litoral Norte de SC tem duas mortes por meningite em três dias

Diretoria de Vigilância Epidemiológica afirma que não há surto da doença

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (Dive) confirmou a morte de dois jovens da região de Itajaí por meningite nos últimos três dias. Um jovem de 22 anos, de Itajaí, e uma adolescente de 17, de Navegantes, foram vítimas da doença. Apesar da proximidade, a Dive esclarece em nota que não existe relação entre os casos e que não há surto de meningite em Santa Catarina.

A jovem de Navegantes foi vítima de meningite meningocócica C, e morreu no domingo. Quanto ao rapaz, que morreu na sexta-feira, a definição do tipo de doença ainda aguarda definição laboratorial. A Dive informou que todas as medidas de vigilância epidemiológica foram realizadas, de acordo com o protocolo do Ministério da Saúde.

_ Reforçamos que esses casos não têm vínculo epidemiológico, ou seja, não há surto da doença no Estado até o momento _ afirma a gerente de Imunização do órgão estadual, Vanessa Vieira da Silva.

Saiba como se prevenir dos diferentes tipos de meningite 

Até sexta-feira, foram confirmados 552 casos de meningites em Santa Catarina, com 39 mortes. Do total de casos, 64 eram formas mais graves da doença _ doença meningocócica, meningite pneumocócica e meningite por Haemophilus.

Os números se aproximam do que foi registrado no ano passado. Em 2016 foram confirmados 727 casos de meningite em geral em Santa Catarina, com 65 óbitos.

A Dive explica que a meningite é uma doença de notificação obrigatória, o que significa que qualquer caso que apareça em hospitais, consultórios médicos e laboratórios é informado e registrado.

Além das duas mortes recentes, a regional de Itajaí também registrou este ano um óbito de um paciente de Balneário Piçarras.

O que é meningite


A meningite é um processo inflamatório das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, as meninges. Pode ser causada por bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou, ainda, por processos não infecciosos.Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dor ou rigidez de nuca e vômitos frequentes. A recomendação é procurar uma unidade de saúde próxima, o mais rápido possível.

Em alguns casos de meningite bacteriana, pessoas que convivem com o paciente também precisam ser tratadas com antibióticos.

_ As meningites causadas por bactérias são muito graves e, se não forem tratadas a tempo, podem deixar sequelas graves e até levar à morte. O quadro de meningite bacteriana pode se instalar em algumas horas. A evolução é muito rápida e fulminante _ alerta o médico infectologista Luiz Escada, técnico da Gerência de Imunização da Dive.


Prevenção

Hoje algumas formas de meningite bacteriana podem ser prevenidas com vacinas, que estão disponíveis na rede pública de saúde. A partir deste ano, a vacina contra a meningite C, que até então era aplicada apenas em crianças de até um ano, passou a ser ofertada para adolescentes de 12 a 13 anos. A faixa-etária será ampliada, gradativamente, até 2020.

A rede pública de saúde oferece vacina contra as formas mais graves de meningite:

Meningite tipo C (a proteção está contida na vacina Meningo C): imunização para crianças (1ª dose aos 3 meses; 2ª dose aos 5 meses; e reforço entre 12 meses e a 4 anos 11 meses e 29 dias) e para adolescentes entre 12 e 13 anos (uma dose)

Meningite por pneumococo (a proteção está contida na vacina Pneumo 10): imunização para crianças (1ª dose aos 2 meses; 2ª dose aos 4 meses; e reforço entre 12 meses e a 4 anos 11 meses e 29 dias)

Meningite por Haemophilus influenza (a proteção está contida na vacina Pentavalente): imunização para crianças (1ª dose aos 2 meses; 2ª dose aos 4 meses; e 6ª dose aos 6 meses).

Meningite tuberculosa (a vacina BCG protege contra a meningite tuberculosa): imunização para crianças ao nascer.

Além disso, outros cuidados são essenciais:

* Manter todos os ambientes bem ventilados, se possível ensolarados, principalmente salas de aula, locais de trabalho e no transporte coletivo

* Evitar transitar em ambientes fechados e mal ventilados

* Lavar as mãos frequentemente com água e sabão

* Manter higiene rigorosa com utensílios domésticos e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaRua XV de Novembro vira calçadão neste sábado em Blumenau https://t.co/DRzUUkJzn3 #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFeirão oferta vagas de trabalho para deficientes em Blumenau https://t.co/P0Tu4DknzN #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros