Anvisa proíbe venda e uso de lotes de loção capilar com problemas de registro - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Determinação04/09/2017 | 14h23Atualizada em 04/09/2017 | 14h23

Anvisa proíbe venda e uso de lotes de loção capilar com problemas de registro

Produto não oferece risco à saúde dos consumidores

Agência Brasil
Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição, comercialização e uso dos lotes da loção capilar Loção Camélia do Brasil, da empresa Suissa Industrial e Comercial Ltda. A resolução foi publicada nesta segunda-feira (4) no Diário Oficial da União .

Segundo a Anvisa, um laudo emitido pela Fundação Ezequiel Dias de Minas Gerais (Funed), apontou irregularidades no rótulo do produto, que estava com o registro vencido desde 30 de novembro de 2014, sendo regularizado apenas em 7 de julho de 2016.

Leia mais:
Lotes de paracetamol, amoxicilina e antimicrobiano são suspensos pela Anvisa

A fabricante deverá tirar do mercado o estoque do produto relativo a esse período período. Segundo a empresa, como existe a obrigatoriedade de impressão do número do processo de registro na embalagem, alguns lotes saíram com o número errado, por um problema burocrático, mas não há risco à população com o uso do produto. A loção é vendida pela empresa como capaz de restituir progressivamente a cor dos cabelos, e auxiliar no tratamento cosmético da caspa.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEm reunião da Fiesc, Jorge Bornhausen comenta reunião com Temer https://t.co/j0VMwIdmqN #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEspaço do centro administrativo da Vila Germânica deve dar lugar a mais camarotes no futuro https://t.co/62XJRU4GrS #LeiaNoSantahá 6 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca