Cardápio da Oktoberfest está mais caro neste ano em Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Gastronomia inflacionada22/09/2017 | 21h17Atualizada em 22/09/2017 | 21h17

Cardápio da Oktoberfest está mais caro neste ano em Blumenau

Das 89 opções de comida, 42 tiveram reajuste para cima. Outras 35 estreiam nesta edição da festa

Cardápio da Oktoberfest está mais caro neste ano em Blumenau Leo Laps/Divulgação
Nesta edição da Oktoberfest a batata recheada custará R$ 22, um aumento de 10% em relação ao valor cobrado no ano passado Foto: Leo Laps / Divulgação

O clima de Oktoberfest já paira na cidade, com o trânsito bloqueado para passagem de veículos na Rua Alberto Stein – em frente à festa – e as flores, os canecos e os trajes em exposição nas vitrines das lojas de Blumenau. Para acabar com parte daquele frio na barriga que todos têm na expectativa de um grande evento, a organização divulgou na sexta-feira o valor de uma das estrelas da 34ª edição: a gastronomia

A maioria dos pratos teve reajuste – que na média ficou em 10,25%. Entre as 89 opções gastronômicas que serão oferecidas nos 19 dias – de 4 a 22 de outubro –, 42 ficaram mais caras e 35 estreiam no cardápio. Outras 12 tiveram o preço de 2016 mantido. Os reajustes variam de 3,57%, no prato de risoto, a 27,27% na hackepetter temperada.

:: Pedro Machado: chope mais caro na Oktoberfest 2017

Segundo a organização, as principais justificativas para os aumentos em pratos como as tradicionais cucas, petiscos alemães, bretzel e opções de hambúrguer são os aprimoramentos feitos nas iguarias. Algumas ganharam ingredientes ou aumentaram de tamanho, como o hambúrguer de pato que agora vem na versão 100 gramas e não 80 gramas, como no ano anterior. Neste ano os preços variam de R$ 3, em um chucrute, a  R$ 65, em uma pizza inteira (confira a relação completa na tabela abaixo).

Foto:

Novas iguarias e casas
Para garantir um público diverso, não em busca apenas de chope e cerveja, desde 2015 a organização da festa implantou o conceito Haus (casa em alemão) desenvolvido pelo chef alemão Heiko Grabolle, do Seca. Os pontos de venda recebem os nomes das comidas. A iniciativa facilita a busca do visitante pelo prato, fazendo com que ele encontre com mais facilidade a iguaria desejada.

Neste ano há novidades na Praça de Alimentação, com a inclusão da Klops Haus (Casa do Pão com Bolinho), a Regional Haus (Casa Regional), a Pommes Haus (Casa da Batata Frita) e a Riesenrad Haus (Casa da Roda Gigante), além da ampliação da Glutenfrei Haus (Casa do Glúten Livre).

:: Leia mais matérias de Blumenau e região em santa.com.br

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPF prende dono de imobiliária em Balneário Camboriú na segunda fase da Operação Oceano Branco https://t.co/2cSwyTKzi7 #LeiaNoSantahá 5 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaBlog do Pancho: Semana com boas opções na cultura. Aproveitem, por favor! https://t.co/4eC7uZo17Fhá 23 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros