Gaspar vai ampliar fiscalização com lombadas eletrônicas - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Trânsito11/09/2017 | 19h28Atualizada em 12/09/2017 | 11h20

Gaspar vai ampliar fiscalização com lombadas eletrônicas

Equipamentos que estavam em operação foram desligados e retirados após o vencimento do contrato. Nova licitação já está em andamento e radares voltam a operar até o final do mês

 

Gaspar vai ampliar fiscalização com lombadas eletrônicas
Lombadas eletrônicas foram retiradas, mas a fiscalização deve ser retomada até o fim do mêsFoto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Quem passa pelas rodovias Jorge Lacerda ou Ivo Silveira no trecho que corta o município de Gaspar percebeu que as lombadas eletrônicas da região foram desligadas e começaram a ser retiradas nos últimos dias. Os cinco equipamentos que operavam na cidade — quatro deles nos trechos municipais das rodovias — pararam de ser utilizados porque o contrato com a empresa que faz a operação terminou e, segundo informações do secretário da Fazenda e Gestão Administrativa Carlos Roberto Pereira, não poderia ser renovado. 

Ele explica que este tipo de contrato tem a renovação vetada pelo Tribunal de Contas e, por isso, será necessário fazer outra licitação. O processo na modalidade "pregão" já está encaminhado e os envelopes com as ofertas serão abertos no dia 22. Pereira acredita que a fiscalização eletrônica deve ser retomada até o final do mês. 

A fiscalização será ampliada para 10 pontos da cidade e, além do registro da velocidade, o secretário explica que os novos equipamentos também farão a verificação de outras informações relacionadas aos veículos através dos dados das placas.

— Quando o veículo passar pelo equipamento ele vai fazer essa checagem e se tiver algum problema, um registro de furto ou roubo por exemplo, vai mandar automaticamente para o órgão de trânsito, que vai repassar para a autoridade responsável — relata. As imagens também ficarão armazenadas em um banco de dados, por um período determinado, à disposição das autoridades. 

O edital da licitação será publicado nesta terça-feira e já deve prever um contrato de 60 meses, que é o tempo máximo permitido por lei, segundo o secretário. O valor máximo das propostas deve ser de R$ 65.782,00 por mês para a operação dos equipamentos. 

ONDE FICARÃO OS RADARES
- Rua Anfilóquio Nunes Pires, altura dos números 230 e 231, 2 equipamentos;
- Av. Frei Godofredo, altura dos números 1649/1650, 3 equipamentos;
- Av. Frei Godofredo, altura dos números 1080/1081, 2 equipamentos;
- Av. Frei Godofredo, altura dos números 2699/2700, 2 equipamentos;
- Rua Hercílio Fides Zimermann, altura dos números 800/801, 2 equipamentos;
- Rua Anfilóquio Nunes Pires, altura dos números 3726 e 3727, 2 equipamentos;
- Rua Itajaí, altura do número, 1400/1401, 2 equipamentos;
- Rua Itajaí, altura do número 210, 1 equipamento;
- Rua Itajaí, altura do número 535, 1 equipamento;
- Ponte Prefeito Dorval Rodolfo Pamplona, Ponte do Vale, 1 equipamento.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaMeninos aprendem crochê no intervalo das aulas em Itajaí https://t.co/g9PphQeRMR #LeiaNoSantahá 1 minutoRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMotociclista fica ferida em acidente na SC-421, em Blumenau https://t.co/whnfe7VS9j #LeiaNoSantahá 11 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros