Motorista que atropelou e matou procurador e engenheiro em São José presta depoimento e é preso - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Grande Florianópolis01/09/2017 | 22h18Atualizada em 01/09/2017 | 22h28

Motorista que atropelou e matou procurador e engenheiro em São José presta depoimento e é preso

Felipe Silva Pereira, 35 anos, dirigia uma Mercedes C180 no 'acidente

O motorista Felipe Silva Pereira, 35 anos, se apresentou nesta sexta-feira à noite na 2ª Delegacia de Polícia de São José. Acompanhado do advogado Frederico Goedert, o vendedor de carros e ex-militar prestou depoimento ao delegado Fabiano Ribeiro para contar sua versão dos fatos. Felipe, que foi preso em flagrante, dirigia uma Mercedes C180 na madrugada desta sexta-feira quando atropelou e matou o procurador de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) Aor Steffens Miranda, 50 anos, e o engenheiro João Carlos Schultz, 36 anos, na Avenida Beira-Mar de São José. 

Felipe estava sob custódia da Polícia Militar depois de ser levado ao hospital após o acidente — ele fraturou o braço — e continua detido. Após ouvir o depoimento do motorista, o delegado informou que ele será indiciado por duplo homicídio doloso, quando há intenção de matar, e embriaguez ao volante. O advogado, no entanto, considera que a ocorrência foi um acidente de trânsito, e não um homicídio com doloso.

— É uma tragédia. O resultado foi lamentável e a gente se compadece com a família das vítimas. Mas nós não consideramos, como o delegado considera, que houve um homicídio doloso. A gente considera que houve um acidente de trânsito com resultado trágico — defendeu o advogado ao deixar a delegacia. 

Já sobre os indícios de que Felipe estava alcoolizado no momento do acidente, o advogado afirmou que "em tempo oportuno tudo será esclarecido". Segundo o pai do motorista, Wilton Brás Pereira, que também estava na delegacia, a casa da família fica próxima ao local do acidente. Wilton disse que o filho teria sofrido um mal súbito e, por isso, perdeu a direção do veículo. 

Wilton ainda contou que o filho estava jogando futebol e, na volta para casa, teria ido em busca de um lanche na região de Praia Comprida. Ao retornar, perdeu a entrada para casa, momento em que ocorreu o acidente. O passageiro do carro, Ricardo, é irmão de Felipe e não se feriu, mas segundo o pai está abalado.

* Colaborou Larissa Neumann

Leia mais:
Procurador de Justiça e engenheiro morrem atropelados em São José

Procurador e engenheiro mortos em atropelamento são velados em Florianópolis

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaComércio projeta melhor Natal dos últimos três anos https://t.co/p1EnVvyOJS #LeiaNoSantahá 28 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaFakini investe R$ 10 milhões em compra de máquinas e ampliação da linha de costura https://t.co/bOkcm3Er34 #LeiaNoSantahá 49 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca