Setembro Verde busca conscientização para prevenção contra o câncer colorretal - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Saúde04/09/2017 | 17h58Atualizada em 04/09/2017 | 17h58

Setembro Verde busca conscientização para prevenção contra o câncer colorretal

Campanha foi lançada em Blumenau nesta segunda-feira

Setembro Verde busca conscientização para prevenção contra o câncer colorretal Patrick Rodrigues/Agencia RBS
Foto: Patrick Rodrigues / Agencia RBS

Aumentar a conscientização das pessoas para a prevenção e a divulgação do câncer colorretal são os objetivos da campanha Setembro Verde, lançada nesta segunda-feira em um evento no Castelo Havan, em Blumenau. Não só entre os pacientes, mas também entre médicos cardiologistas e ginecologistas, para que recomendem mais a colonoscopia para aumentar a prevenção.

Menos conhecido que outros tipos da doença, o câncer colorretal é o segundo que mais mata em todo o mundo. Em homens é o terceiro mais recorrente e nas mulheres, o segundo, atrás apenas do câncer de mama. São 17,24 casos para cada 100 mil habitantes para elas e 15,44 casos pela mesma população entre eles. Somente em 2013 foram 15,4 mil mortes, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). A obesidade, o sedentarismo, o histórico familiar e o baixo consumo alimentar de fibras são alguns dos fatores que ajudam a provocar a doença. Sangramento, alteração no funcionamento do intestino e dor abdominal podem ser sintomas, mas muitas vezes o câncer se desenvolve de forma silenciosa, tornando-o uma ameaça ainda mais perigosa.

A campanha Setembro Verde é organizada pela Associação Catarinense de Coloproctologia e tem apoio do Rotary Club Hermann Blumenau, da Havan, da Taschibra, dos três hospitais de Blumenau, quatro clínicas e contará com panfletagem nas ruas, outdoor e divulgação de informações na imprensa.

Prédios como a prefeitura e a Ponte de Ferro também terão iluminação verde para lembrar a população do tema. A meta pode parecer ambiciosa, mas é de começar a dar ao câncer de intestino a visibilidade que o Outubro Rosa já concedeu ao câncer de mama, por exemplo.

– O Rotary já tem uma tradição de trabalhos como os de combate à poliomielite, hoje praticamente erradicada, e achamos que seria importante dar nossa contribuição para a prevenção a essa doença tão grave – pontua o presidente do Rotary Club Hermann Blumenau, Valmiré Alexandre Ouriques.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJoão Rodrigues antecipa disputa no PSD, mas ainda depende do STF  https://t.co/XitI4HhB7N #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDeap mobilizará 700 agentes em reforço das cadeias de SC no fim do ano https://t.co/91S61avJJa #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca