Obras de recuperação do Gravatá só ficarão prontas em abril de 2018 - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Navegantes12/10/2017 | 17h47Atualizada em 12/10/2017 | 17h47

Obras de recuperação do Gravatá só ficarão prontas em abril de 2018

Empresários do turismo temem reflexo durante a temporada

Foto: Luiz Carlos Souza / Arquivo Pessoal

A prefeitura de Navegantes começará na próxima semana as obras de contenção e reconstrução do deque na Praia do Gravatá, atingido pela maré. A empreitada será custeada com uma verba de R$ 1,6 milhão do governo federal _ dinheiro que corresponde, ainda, aos prejuízos causados por uma ressaca em outubro do ano passado. De lá para cá, o deque foi atingido outras duas vezes. A última, no fim do mês passado.

As obras são aguardadas com ansiedade pelos empresários do setor turístico, que temem queda no movimento durante a temporada de verão. Segundo o coordenador da Defesa Civil, Evandro Argenton, os trabalhos deverão seguir pelo menos até abril do ano que vem.

Os estragos estão em um trecho de 1,5 mil metros na praia, que tem 11 quilômetros de extensão. O que significa que a maior parte da faixa de areia e do passeio não foram danificados. Mesmo assim, os danos causados pela maré já afastam turistas.

Assim como outras cidades na região, Navegantes também costuma hospedar quem vem ao Estado para as festas de outubro. André Felipe, gerente de um hotel no Gravatá, diz que alguns grupos de excursão cancelaram a estadia devido aos estragos da ressaca. Este ano, a procura no mês de outubro caiu 30%.

O que preocupa os empresários do setor é que a baixa seja um aperitivo da temporada. O Gravatá é o bairro preferido pelos turistas que passam por Navegantes durante o verão.

Faixa de areia ampliada

As ressacas sucessivas levaram a prefeitura de Navegantes a pensar em uma solução como a que é proposta por Balneário Camboriú, para recompor a faixa de areia. De acordo com os cálculos da Defesa Civil, a areia está um metro mais baixa do que há um ano atrás. O alargamento ainda está em fase de discussão, mas a ideia é que seja viabilizado o mais rápido possível.

Leia outras publicações da colunista Dagmara Spautz:

Balneário Camboriú pede solução para pontes inacabadas na BR-101

Governo contrata estudo para a estabelecer cotas para a pesca da tainha

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/vKSN8Tr4RH #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: Cão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/jxmboyGlTw #LeiaNoSantahá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca