Trabalhadores do Movimento Sem Terra ocupam fazenda em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Reforma agrária19/10/2017 | 11h49Atualizada em 19/10/2017 | 11h49

Trabalhadores do Movimento Sem Terra ocupam fazenda em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí

Esta é a segunda área tomada pelo grupo na região nos últimos cinco meses

Trabalhadores do Movimento Sem Terra ocupam fazenda em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí Eduardo Cristófoli / Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Trabalhadores em fazenda ocupada em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí Foto: Eduardo Cristófoli / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal
Jornal de Santa Catarina
Jornal de Santa Catarina

Trabalhadores que integram o Movimento Sem Terra ocupam uma fazenda em Doutor Pedrinho, no Vale do Itajaí. De acordo com informações da NSC TV, os primeiros integrantes começaram a chegar ao local na semana passada e cerca de 80 famílias já estão acampadas.

Esta já é a segunda fazenda ocupada na região e tem uma área equivalente a 400 campos de futebol. Os trabalhadores afirmam que o dono da fazenda tem dívidas com a União e por isso cobram que a área seja destinada à reforma agrária.

Dois quilômetros distante deste acampamento, uma área ainda maior é ocupada por cerca de 180 famílias desde maio. Uma decisão judicial já determinou a reintegração de posse ao proprietário e os trabalhadores têm até o dia 15 de dezembro para deixar a fazenda.

O movimento afirma que os dois acampamentos são independentes, mas não descartam a possibilidade da nova ocupação receber as famílias que estão na área vizinha. A reportagem não conseguiu falar com o proprietário da fazenda ocupada.

*Com informações do repórter Eduardo Cristófoli. 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDois foragidos de penitenciária no Rio Grande do Norte são presos em Indaial https://t.co/7mLzQDx1uM #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaLadrões roubam R$ 40 mil de loja em Blumenau https://t.co/OVEFX8mR7A #LeiaNoSantahá 31 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca