Veja frases que levaram à nota zero na redação do Enem por desrespeito aos direitos humanos - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Exame nacional26/10/2017 | 20h57Atualizada em 26/10/2017 | 20h57

Veja frases que levaram à nota zero na redação do Enem por desrespeito aos direitos humanos

Justiça Federal atendeu pedido do movimento Escola sem Partido contra regra do exame, mas Inep disse que vai recorrer da decisão

Veja frases que levaram à nota zero na redação do Enem por desrespeito aos direitos humanos Angela Chagas/Rádio Gaúcha
Foto: Angela Chagas / Rádio Gaúcha
GaúchaZH
GaúchaZH

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) vai recorrer da determinação judicial que  impede os avaliadores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de zerarem as notas de redações por violação aos direitos humanos. A decisão, em caráter de urgência, já vale para a edição deste ano, marcada para os dias 5 e 12 de novembro. No entanto, o órgão responsável pela aplicação das provas afirmou em nota que estão mantidos os critérios de correção assim como divulgados nos documentos oficiais.

A cartilha da redação deste ano aponta algumas ideias e ações que serão sempre avaliadas como contrárias aos direitos humanos, como a defesa de tortura, execução sumária e qualquer forma de "justiça com as próprias mãos". Com base no documento do Inep, separamos uma lista de frases que levaram a eliminação de candidatos nas edições anteriores do exame.   


Trechos que levaram à nota zero em 2016

O tema do ano passado foi "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil". Confira frases que levaram à nota zero:

— "Para combater a intolerância religiosa, deveria acabar com a liberdade de expressão";

— "Podemos combater a intolerância religiosa acabando com as religiões e implantando uma doutrina única";

— "O Estado deve paralisar as superexposições de crenças e proibir as manifestações religiosas ao público";

— "A pessoa que não respeita a devoção do próximo não deveria ter direito social, como o voto";

— "A única maneira de punir o intolerante é o obrigando a frequentar a igreja daquele que foi ofendido, para que aprenda a respeitar a crença do outro";

— "Que o indivíduo que não respeitar a lei seja punido com a perda do direito de participação de sua religião, que ele seja retirado da sua religião como punição";

— "Por haver tanta discriminação, o caminho certo que se tem a tomar é acabar com todas as religiões";

— "Que a cada agressão cometida o agressor recebesse na mesma proporção, tanto agressão física como mental";

— "O governo deveria punir e banir essas outras 'crenças', que não sejam referentes a Bíblia";

Trechos que levaram à nota zero em 2015

O tema de 2015 foi "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira". Confira frases que levaram à nota zero:

— "Ser massacrado na cadeia";

— "Deve sofrer os mesmos danos causados à vítima, não em todas as situações, mas em algumas ou até mesmo a pena de morte";

— "Fazer sofrer da mesma forma a pessoa que comete esse crime";

— "Deveria ser feita a mesma coisa com esses marginais";

— "As mulheres fazerem justiça com as próprias mãos";

— "Merecem apodrecer na cadeia";

— "Muitos dizem (...) devem ser castrados, seria uma boa ideia".

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlog do Pancho: Usuários do Quero-Quero aguardam aprovação da sinalização noturna do aeroporto https://t.co/xFaFqHNw36há 13 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCaminhão carregando retroescavadeira atinge pedestre na BR-470 no Vale https://t.co/3MMdwXUZnu #LeiaNoSantahá 32 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca