Dagmara Spautz: Imóveis mais procurados para aluguel de veraneio estão 20% mais caros - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Balneário Camboriú03/12/2017 | 08h10Atualizada em 03/12/2017 | 08h10

Dagmara Spautz: Imóveis mais procurados para aluguel de veraneio estão 20% mais caros

Corretores esperam compensar a última temporada, que teve resultado abaixo do esperado

Dagmara Spautz: Imóveis mais procurados para aluguel de veraneio estão 20% mais caros Cristiano Estrela/Diário Catarinense
Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Os alugueis de temporada em Balneário Camboriú tiveram reajuste para este verão. A média das diárias nos apartamentos mais procurados, com mais de três quartos, é 20% maior do que no ano passado, segundo levantamento do Sindicato da Habitação (Secovi SC). O aumento é reflexo da expectativa de um verão mais movimentado do que o último, quando a maioria dos proprietários precisou baixar o preço para garantir a ocupação.

A diária média de um apartamento de três dormitórios, calculada pelo Secovi, é de R$ 1016. Para quatro quartos, a média é de R$ 1950 por dia (veja detalhes na tabela). Mas enquanto os imóveis maiores subiram de preço, os apartamentos de um e dois quartos estão um pouco mais baratos do que no último verão _ média de 2% a 4% de diferença, para menos.

Líbera Wazlawick, corretora de imóveis e diretora do Secovi, diz que a diferença na variação dos preços coincide com a procura: os apartamentos maiores, que comportam até mais de uma família, são os preferidos dos turistas que vêm a Balneário Camboriú. 

A expectativa dos corretores é compensar neste verão os números baixos da última temporada, quando a retração econômica fez os brasileiros segurarem os gastos e os argentinos vieram em menor volume do que o esperado. O resultado foi que às vésperas do Réveillon, época mais disputada do ano na cidade, a procura era 30% menor do que o previsto. Houve uma leve recuperação em janeiro, mas ainda assim os aluguéis ficaram abaixo do que se esperava.

Desta vez, a aposta é na recuperação. Fabiane Schlindwein, presidente da Associação dos Corretores de Imóveis de Balneário Camboriú (ACIBC) e delegada do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) diz que, para este verão, a procura já é quase 30% maior do que no ano passado. As reservas têm sido feitas com antecedência e as imobiliárias percebem que as confirmações, com pagamento de entrada adiantada, aumentaram tanto entre brasileiros quanto entre os argentinos.

Os aluguéis são um termômetro para a temporada porque representam uma boa fatia do turismo em Balneário Camboriú. No último verão, embora morno, o aluguel de imóveis por dia corrrespondeu a 33% das escolhas dos turistas que visitaram a cidade, segundo pesquisa da Fecomércio.

Só perdeu para a rede hoteleira, que tem ganhado espaço. Passou de 17% em 2015 para 36% na última temporada _ resultado dos investimentos que ampliaram o número de leitos na cidade. Hoje são 19 mil, a maior oferta do Estado.

Quanto custa o aluguel:

Apartamento de 1 quarto – mínimo R$ 170/ máximo R$ 550/ média R$ 329

Dois quartos – mín R$ 230/ Max R$ 1mil/ média R$ 511

Três quartos – mín R$ 300/ Max R$ 2.750/ média R$ 1.016

Quatro quartos – mín R$ 600/ Max R$ 5.100/ média R$ 1950 

Golpes preocupam

Entre as preocupações dos corretores de imóveis estão os golpes nos alugueis de temporada que se repetiram nos últimos verões. Embora a Polícia Civil não tenha dados específicos sobre esse tipo de estelionato, a corretora Líbera Wazlawick diz que o mercado tem percebido aumento dessas ocorrências.

O delegado regional David Queiroz diz que o golpe é comum, e as ocorrências aumentam nesta época do ano. As quadrilhas são geralmente de outras cidades, e em muitos casos reproduzem fotos de imóveis que estão anunciados em sites confiáveis, com valores bem abaixo do mercado.

_ A recomendação é realizar a locação com imobiliárias ou corretores credenciados. Outro ponto é atentar para a conta bancária de quem esta recebendo o valor do aluguel. Se for de fora da cidade ou de uma pessoa distinta da que esta negociando o imóvel, desconfie _ alerta o delegado.

O Creci recomenda que o cliente se certifique de que está negociando com um corretor habilitado, o que pode ser feito em contato com o Conselho. Fique atento para preços que estão fora da realidade e evite antecipar pagamentos até ter certeza da idoneidade da pessoa com quem está fechando acordo. 

Crescimento com cautela 

A melhora na procura por reservas em relação ao ano passado se repete no setor hoteleiro. Ainda há cautela nas expectativas, já que fatores externos como a flutuação do dólar e epidemias de dengue, como já ocorreu em anos anteriores, podem interferir negativamente nos resultados. 

O setor se beneficia do incremento trazido pelas operadoras de viagens. Este ano a CVC, uma das maiores empresas de turismo do país, divulgou uma pesquisa que mostrou Balneário Camboriú como um dos destinos mais procurados pelas famílias para viagens de lazer no país. Foi a única cidade catarinense a aparecer na lista.

A boa relação com os operadores passa pelo forte trabalho de promoção que foi capitaneado pelo Convention & Visitors Bureau junto com a Secretaria de Turismo de Balneário Camboriú, a Santur, a Costa Verde & Mar e 55 empresas do trade turístico na cidade, que dividiram os custos. O grupo viajou 10 estados brasileiros e seis países no Mercosul, com especial atenção à Argentina _ principal emissora de turistas na cidade.

Pelo ar

A expectativa do trade turístico em Balneário Camboriú é grande pela confirmação dos voos charter, que este ano também deverão ter Navegantes como destino. No ano passado isso também era esperado, mas não houve demanda suficiente. O mercado também está de olho na lotação dos voos que a Azul começam a operar em dezembro, entre Navegantes e Buenos Aires.

Sem pesquisas prévias para antecipar o movimento de verão em Santa Catarina, o trade se vale de dados como os das empresas aéreas e de ônibus de turismo para ter uma ideia de como será a temporada. No ano passado, com poucos argentinos e o turismo nacional desaquecido pela retração econômicas, as expectativas de crescimento não se confirmaram.

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/vKSN8Tr4RH #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: Cão terapeuta leva conforto a velórios em Balneário Camboriú https://t.co/jxmboyGlTw #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca