Dagmara Spautz: Vereadores aprovam aumento no número de comissionados em Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Política13/12/2017 | 09h59Atualizada em 13/12/2017 | 09h59

Dagmara Spautz: Vereadores aprovam aumento no número de comissionados em Itajaí

Nesta quarta-feira haverá sessão extraordinária para discutir projetos

Dagmara Spautz: Vereadores aprovam aumento no número de comissionados em Itajaí Davi Spuldaro / Divulgação Câmara de Vereadores de Itajaí/Divulgação Câmara de Vereadores de Itajaí
Foto: Davi Spuldaro / Divulgação Câmara de Vereadores de Itajaí / Divulgação Câmara de Vereadores de Itajaí

A Câmara de Vereadores de Itajaí fará uma sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira.  Na pauta, a criação de mais duas funções gratificadas e a votação do projeto que prevê o parcelamento da outorga onerosa para a construção civil, uma das fontes de dívida ativa na cidade _ mais de R$ 10 milhões em débitos.

O parcelamento é visto como uma maneira de evitar o crescimento da dívida. No entanto, há entendimentos de que possa beneficiar os maus pagadores.

A extraordinária foi convocada na sessão de terça à noite, para que houvesse tempo de terminar as votações antes do recesso. As últimas sessões, na semana que vem, serão dedicadas ao orçamento anual. 

A convocação ocorre após uma sessão polêmica durante a noite, quando foram aprovados 30 projetos _ entre eles os dois projetos de lei enviados pela prefeitura que aumentam em 13 o número de servidores comissionados. A proposta tramitou em regime de urgência, e prevê nomeações de cargos de confiança no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e para atender à criação da nova Secretaria de Agricultura e Expansão Urbana. 

O número de cargos comissionados e de funções gratificadas, ambos com indicação política, já passa de 970 em Itajaí. Os dois projetos foram aprovados por 12 votos a 6.

Outro ponto controverso foi a aprovação de subsídio de até R$ 570 mil para a empresa Transpiedade, que assumiu temporariamente o transporte coletivo em Itajaí. A concessionária Coletivo Itajaí rompeu o contrato com o município em agosto por crise financeira. Um dos pedidos era justamente a liberação de um subsídio, que não foi concretizado.

A prefeitura de Itajaí está desde junho sob decreto de emergência financeira.


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaConfira as ruas que podem ser fiscalizadas com os radares portáteis em Blumenau https://t.co/obgEF0Lk8J #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaNovo relatório da Fatma aponta que 50,7% das praias de SC estão impróprias para banho https://t.co/VNBOpI3w0H #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca