Em protesto, funcionários do transporte coletivo interrompem serviço em Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Ônibus16/12/2017 | 11h40Atualizada em 16/12/2017 | 14h36

Em protesto, funcionários do transporte coletivo interrompem serviço em Blumenau

Cobradores e motoristas cruzaram os braços por meia hora na manhã deste sábado no Terminal do Aterro, no Terminal da Proeb e no Terminal da Fonte

Em protesto, funcionários do transporte coletivo interrompem serviço em Blumenau Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina/Jornal de Santa Catarina
Funcionários se reuniram para conversar sobre a parada de meia hora no Terminal da Fonte Foto: Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina / Jornal de Santa Catarina

Este sábado, mesmo dia em que o novo valor da passagem começou a ser R$ 4,05, foi de protesto entre os funcionários do transporte coletivo em Blumenau. A primeira interrupção temporária do serviço aconteceu no Terminal do Aterro, das 9h às 9h30min. Na sequência, o Terminal da Proeb, das 9h30min às 10h, e por fim no Terminal da Fonte, das 10h às 10h30min. 

Segundo o presidente do  Sindicato dos Empregados das Empresas Permissionárias do Transporte Coletivo Urbano de Blumenau (Sindetranscol) Pradelino Moreira da Silva, as paradas ocorrem como forma de protesto, exatamente no dia em que os usuários do transporte coletivo começam a pagar mais para se locomover pela cidade.

— A população pensa que o aumento da passagem é por conta do nosso reajuste dos funcionários, mas se engana. Nada foi repassado e até agora não chegamos em um acordo com a empresa, as reuniões acontecem mas não há avanço na negociação. Hoje (sábado) fizemos esta manifestação e ela pode acontecer nos próximos dias também — cita.

Protesto transporte coletivo
Foto: Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina

Quem foi pego de surpresa pela breve paralisação não gostou muito da notícia. A passageira Lindamir Ferigotti, 68 anos, foi reclamar com os funcionários sobre a demora para a saída dos ônibus e aproveitou para protestar contra o sistema público.

— Acho um absurdo, tem idosos e mulheres grávidas aqui. Se eu soubesse não teria nem saído de casa. Eu não pago passagem, mas é um absurdo a empresa cobrar R$ 4,05 e não oferecer um serviço de qualidade ao morador de Blumenau. Nós merecemos respeito  —comentou a aposentada de 68 anos que estava a caminho da Velha quando foi surpreendida pelo protesto no Terminal da Fonte.

Segundo o Sindetranscol, a população não foi avisada com antecedência pois não se trata de uma paralisação ou greve, apenas uma manifestação temporária. De 60% da frota que circula na cidade no domingo, 20% teve o serviço interrompido provisoriamente durante o protesto.

Nova tarifa, velhos problemas

Outra passageira que se sentiu prejudicada na manhã de sábado foi Anete Ana de Borba, 58 anos. Após cumprir a jornada de trabalho em uma empresa do Bom Retiro ela estava a caminho de casa quando ficou sem ter como se locomover.

Nova tarifa em Blumenau
Comunicado informa novo valor a ser cobrado pelo transporte coletivo em BlumenauFoto: Pamyle Brugnago / Jornal de Santa Catarina

—Eu estou cansada, paguei R$ 4,05, um horror de caro na passagem, e agora não consigo chegar na Nova Esperança. Nós temos direitos — exige ao citar que se isso acontecer durante a semana será prejudicada, pois receberá descontos na folha de pagamento.

Lindamir ainda cita que não é apenas o usuário do transporte coletivo que perde com essas interrupções no serviço. 

—Nesta época do ano, se não temos ônibus o comércio também perde. As pessoas deixam de sair de casa e de consumir na cidade. Isso precisa ser resolvido. Na segunda-feira vou até a prefeitura protestar e a população deveria fazer o mesmo — instiga.

:: Nova tarifa do transporte coletivo de Blumenau passa a valer neste sábado 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaOperação da PF combate fraude na importação de equipamentos médicos a partir de SC https://t.co/8gA6FrhKxQ #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaConfira os projetos de lei que estão na pauta do Senado e fortalecem os direitos da mulher https://t.co/IHBqurOS9w #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca