Bombeiros resgatam piloto de ultraleve que caiu em Itapema - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Litoral06/01/2018 | 12h22Atualizada em 06/01/2018 | 15h02

Bombeiros resgatam piloto de ultraleve que caiu em Itapema

Homem que estava na aeronave conseguiu contato por celular e foi localizado por volta de 13h deste sábado

Bombeiros resgatam piloto de ultraleve que caiu em Itapema Corpo de Bombeiros/Divulgação
Vítima foi resgatada em área de mata fechada em Itapema Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Bombeiros de Itapema, Balneário Camboriú e do helicóptero Arcanjo 03 resgataram no início da tarde deste sábado o piloto de um ultraleve que caiu em Itapema. A vítima é Alberto Gregório Barros, 61 anos, morador de Balneário Camboriú.

Segundo informações do tenente Thiago Eloi Santos Sarraf, do Corpo de Bombeiros de Balneário Camboriú, as buscas começaram às 9h30min e o homem foi resgatado por volta das 13h20min. Um bombeiro desceu de rapel para prestar o primeiro atendimento até que a aeronave fizesse o resgate.

Alberto foi levado para uma base na região de Sertão do Trombudo, em Itapema, justamente de onde o piloto decolou de ultraleve minutos antes de cair. Ali recebeu os primeiros cuidados antes de ser conduzido por volta das 14h30min pelo próprio Arcanjo para o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú.

Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, ele estava consciente e lúcido, mas com fratura exposta de tornozelo e escoriações pelo corpo. Até ser encaminhada ao hospital a vítima não conseguiu dar detalhes de como foi a queda do ultraleve;

Os bombeiros informaram que a própria vítima conseguiu contato pelo aplicativo Whatspp com um irmão e com a equipe dos bombeiros que trabalharam nas buscas. Ele informou que havia sofrido uma lesão na perna, mas não conseguiu enviar a localização exata e nem retornou mais mensagens.

As buscas se concentraram em um raio de dois quilômetros na região da Rua Isidoro Luiz Crispim, em Itapema. Foi nesta região que o ultraleve teria perdido altura. Uma testemunha informou à NSC TV que ele voou por menos de meia hora e antes de cair acabou colidindo com uma árvore. A região do resgate é uma área de mata fechada e de difícil acesso, o que tornou mais complexa a localização da aeronave e da vítima.

Um dos filhos da vítima conversou rapidamente com a reportagem da NSC TV e informou que foi a quinta vez que o pai se envolveu em um susto no ar, mas que ele voa há mais de 10 anos, tem experiência e todas as habilitações necessárias. (Com informações da reportagem da NSC TV)

Resgate de piloto de ultraleve em Itapema
Foto: Luiz Carlos de Souza / Arquivo pessoal


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEspecialistas respondem: por que chove tanto em SC? https://t.co/NFr1vMIoU1 #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDeputado Valdir Colatto sofre acidente na BR-282, em Xaxim, mas passa bem https://t.co/6AcACqfQdc #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca