Casal que ficou 36 horas na mata após acidente ainda não tem previsão de alta - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Acidente13/01/2018 | 14h29Atualizada em 13/01/2018 | 14h29

Casal que ficou 36 horas na mata após acidente ainda não tem previsão de alta

Conforme a filha, Queli de Oliveira, os dois permanecem no hospital em recuperação

Casal que ficou 36 horas na mata após acidente ainda não tem previsão de alta Graer/Divulgação
Foto: Graer / Divulgação

O casal que ficou 36 horas na mata após acidente na Serra Dona Francisca permanece internado no Hospital São José de Joinville. De acordo com a filha dos dois, Queli de Oliveira, ainda não há previsão para que Maria Aparecida Borges de Oliveira, 53 anos, e Vilmar de Oliveira, 57, voltem para casa. 

Ainda segundo Queli, a mãe teve uma leve piora no quadro na última quarta-feira (10) e está internada na emergência do Hospital. Apesar disso, o estado dela e de Vilmar é estável. O casal se acidentou em uma curva, perto do km17, da SC-418 no sábado passado (6). Eles retornavam do sítio da família que fica em Campo Alegre.  

O resgate aconteceu dois dias depois quando Queli e outro irmão decidiram iniciar buscas, já que os pais não apareceram para o almoço de domingo da família. 

Casal sobrevive após cair de ribenceira no km 16.800 da Serra Dona Francisca
Cabine da caminhonete ficou destruída depois do acidenteFoto: CBVJ / Divulgação

Maria e Vilmar foram atendidos ainda no local pelos Bombeiros Voluntários de Joinville. Após os primeiros socorros, a dupla precisou ser encaminhada pelo helicóptero Águia da Polícia Militar para o São José.  Eles estavam com início de hipotermia e com vários traumas pelo corpo, além de fracos e com picadas de insetos. 

Veja vídeo do resgate: 



 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaOktoberfest espera receber quase 570 mil visitantes em Blumenau https://t.co/zUXG5p29S7 #LeiaNoSantahá 12 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaTJ nega extinção de processo e professor responderá por abuso sexual no Alto Vale https://t.co/eh1bAr0GCe #LeiaNoSantahá 14 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca