Com objetivo de gerar lazer e atrair turistas, Sommerfest inicia nesta quinta-feira em Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Tradição04/01/2018 | 08h35Atualizada em 04/01/2018 | 08h35

Com objetivo de gerar lazer e atrair turistas, Sommerfest inicia nesta quinta-feira em Blumenau

Conhecido como a Oktoberfest de verão, o evento se estende até o fim do mês e traz o clima das festas de outubro sempre às quintas e sextas-feiras

Com objetivo de gerar lazer e atrair turistas, Sommerfest inicia nesta quinta-feira em Blumenau Luís Carlos Kriewall Filho/Especial
Foto: Luís Carlos Kriewall Filho / Especial

Nem só de pão vive o homem e nem só de baladas eletrônicas e sertanejo universitário vivem os turistas que vêm ao litoral catarinense nesta época do ano. Com o objetivo de gerar lazer aos blumenauenses e moradores do Vale do Itajaí em um período menos movimentado na região e atrair visitantes que estão curtindo as praias de Santa Catarina – às vezes nem tão ensolaradas assim –, inicia nesta quinta-feira a Sommerfest. Conhecido como a Oktoberfest de verão, o evento se estende até o fim do mês e traz o clima das festas de outubro em Blumenau sempre às quintas e sextas-feiras.

A perspectiva da organização é otimista, até pela quantidade de turistas no litoral catarinense. Embora a maioria do público que frequenta a Sommerfest ainda seja de Blumenau e cidades vizinhas, o objetivo de atrair outros visitantes é pensar a longo prazo: apresentar a cidade para, depois, trazê-los novamente a outros eventos. Para a edição deste ano, a Vila Germânica espera um crescimento de pelo menos 10% no público, chegando no mínimo à marca de 36 mil. 

:: Prêmio Herbert Holetz facilita financiamento de projetos culturais em Blumenau
::
Festival Psicodália 2018 tem atrações confirmadas

Na 11ª edição, a festa já está consolidada. Com organização que mantém a mesma linha da festa mais alemã das Américas, aposta nas cervejarias artesanais e gastronomia como chamariz para o público. A diferença, claro, é que em vez de pavilhões lotados – como ocorre nos fins de semana da Oktoberfest –, a Sommer é mais singela, e quer cativar aqueles que vêm a Blumenau nesse período. Sejam visitantes do Parque Vila Germânica ou então os que querem conhecer pontos turísticos da cidade. Não importa. 

Vindo de Ji-Paraná (RO), Fá- bio Rezende aproveitou para conhecer o Vale do Itajaí já que o céu encoberto não colaborou com o tempo que ele esperava em Balneário Camboriú. À procura de cervejas especiais, ele viu em Blumenau uma possibilidade para fugir dos dias carrancudos do litoral. O mesmo vale para o casal Mário Jardim e Alessandra Prado, que veio de São Paulo para Santa Catarina à procura de momentos de lazer à beira do mar. Com o mau tempo, eles optaram por um passeio rumo ao interior e escolheram as terras blumenauenses para desbravar. 

Últimos ajustes para o início da Sommerfest 2018 em Blumenau - CASE MARIO JARDIM, ALESSANDRA PRADO
Foto: Luís Carlos Kriewall Filho / Especial

– Já tínhamos vindo para o Sul, e um amigo nos falou sobre Blumenau. É a primeira vez que viemos e estamos adorando – conta Alessandra, enquanto o marido e o filho, o pequeno Felipe Jardim, batem fotos na Vila Germânica para guardar lembranças da cidade. 

É justamente visitantes como Fábio, Mário e Alessandra que a Sommerfest quer trazer. O diretor administrativo-financeiro da Vila Germânica, Guilherme Guenther, considera que a fase é positiva na questão turística da cidade, o que precisa ser aproveitado pela festa.

– O momento do turismo em Blumenau é muito bom. Tivemos uma excelente Oktoberfest, sinalizamos um Magia de Natal com público de 253 mil pessoas, o Réveillon consolidou, e a cidade entrou no radar das operadoras de turismo e do turista. Temos que surfar nesse momento, aproveitando que as praias estão cheias – avalia o diretor da Vila. 

EVENTO NÃO TERÁ TÍQUETES EM PAPEL

Uma das principais mudanças para a Sommer deste ano é a ausência dos tíquetes impressos. Agora o público irá utilizar um cartão magnético, personalizado, que pode ser abastecido a qualquer momento. A ideia é evitar filas, gerar mais segurança e excluir um processo denominado como arcaico. 

O cartão custa R$ 5, mas caso a pessoa não queria ficar com ele, o valor é devolvido. Caso não haja o consumo total do valor depositado, o visitante tem direito a receber o dinheiro de volta e, em situações em que o pagamento foi feito via cartão, a quantia é estornada em até 15 dias.

:: Leia mais notícias de Blumenau e região em santa.com.br

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaEm ação social, Polícia Militar de Blumenau leva crianças ao cinema https://t.co/55gmZihuFz #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaParalisação de servidores vai afetar serviços públicos de Blumenau nesta terça-feira https://t.co/eUrWRTSW1w #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca