Novo relatório da Fatma aponta que 62,8% das praias de SC estão aptas para banho - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Balneabilidade12/01/2018 | 17h09Atualizada em 12/01/2018 | 17h09

Novo relatório da Fatma aponta que 62,8% das praias de SC estão aptas para banho

Dos 215 pontos analisados ao longo do litoral catarinense na última semana, 135 estão próprios e outros 80 estão impróprios

Novo relatório da Fatma aponta que 62,8% das praias de SC estão aptas para banho Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

A Fatma divulgou nesta sexta-feira o segundo relatório de balneabilidade de 2018 _ o quinto da temporada de verão. No novo levantamento, o número de pontos próprios para banho aumentou de 129 para 135 com relação ao relatório da semana passada, passando de 60% para 62,8%. Ao todo 215 pontos são avaliados. Já o número de pontos impróprio caiu de 86 para 80, ou seja, atualmente 37,2% dos pontos analisados não estão aptos para o banho (no relatório passado esse percentual era de 40%). 

Ainda conforme o atual relatório, 90 (64,3%) dos locais analisados no litoral catarinense estão aptos para os banhistas. Já em Florianópolis, dos 75 pontos avaliados 45 (60%) estão próprios para banho. Em relação ao relatório passado, 14 pontos em toda a costa de Santa Catarina passaram a ser impróprios e 20 mudaram para próprios.

Na Capital, onde o último relatório acendeu um alerta vermelho por conta da situação de balneários movimentados nesta época do ano, também foi registrada melhora em pelo menos 10 pontos, que passaram de impróprios, para próprios, como é o caso de Jurerê. Na semana passada todos os seis pontos da região estavam impróprios, mas agora apenas um está nessa classificação. Já em Canasvieiras, região onde oito pontos são analisados, quatro seguem impróprios. No último relatório, todos os oito pontos estavam nessa condição. 

Apesar do aumento dos pontos próprios para banho em relação à análise anterior, divulgada no dia 5 de janeiro, os técnicos alertam que algumas coletas deste levantamento foram feitas antes da grande quantidade de chuva que caiu no Estado nos últimos dias, ou seja, há possibilidade de novos pontos estarem impróprios. Nessa situação, o ideal, alerta o técnico de laboratório, Marlon Daniel da Silva, é que o banho de mar seja evitado por um período de até 24 horas após as chuvas.  

— Cumprimos um cronograma de coletas independente das condições climáticas. Sempre alertamos para que os banhistas evitem o banho de mar, principalmente se for próximo a saídas de rios e galerias pluviais, por um período de até 24 horas após as chuvas, mesmo que no local tenha uma placa afirmando que está próprio para banho — reforça.

As coletas das amostras deste relatório foram feitas entre os dias 8 e 12 de janeiro. Durante a temporada, a Fatma faz análises semanais, sendo assim, na próxima sexta-feira novos resultados devem ser apresentados. Ao todo, são feitas coletas de amostras para análises em pelo menos 114 prais e 27 cidades. 

Os pontos analisados estão localizados são nos municípios de Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Balneário Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Governador Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo e São José. 

Leia também:

Entenda quando um ponto é considerado próprio ou impróprio para banho em SC


 




 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia busca homens que assaltaram cooperativa de crédito nesta quarta-feira em Ilhota https://t.co/BPt5VH1loF #LeiaNoSantahá 19 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMulher de 34 anos, grávida, morre em acidente na Avenida Beira-Rio, em Brusque https://t.co/AGZz4PIYAv #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca