Papa Francisco responde cartas de alunos da Grande Florianópolis - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Benção via correio24/01/2018 | 16h44Atualizada em 24/01/2018 | 16h44

Papa Francisco responde cartas de alunos da Grande Florianópolis

Correspondência veio assinada pelo assessor do Vaticano e chegou nesta semana a São João Batista

Papa Francisco responde cartas de alunos da Grande Florianópolis Miriany Farias/Divulgação
Foto: Miriany Farias / Divulgação
Diário Catarinense
Diário Catarinense

Os alunos do Centro Educacional Juscélia (Ceju), na Comunidade Bethânia, em São João Batista, terão uma surpresa quando voltarem das férias: uma carta do Papa Francisco. Os 23 alunos do 1º ano do fundamental enviaram uma correspondência ao pontífice no final de outubro e, depois de quase três meses, receberam a resposta. 

A carta, que chegou nesta semana, veio assinada pelo assessor para os Assuntos Gerais do Vaticano, Monsenhor Paolo Borgia. A ideia de enviar a correspondência ao Vaticano surgiu no projeto sobre gêneros textuais, conta a professora Lucineide Filgueira. 

— Hoje a gente vive num mundo globalizado, então por que não escrever uma carta para o Papa só para ver o que acontece?

A iniciativa teve a ajuda dos pais, mas eram os alunos quem deveriam escrever as cartas. Cada estudante escreveu uma e ainda teve uma mensagem geral escrita pela professora. Todas as mensagens foram enviadas em um mesmo envelope

A docente diz que logo falou aos alunos para que não ficassem esperando uma resposta, mas que eles tinham feito sua parte. A professora acompanhou todo o caminho da carta, mas  quando chegou no início de dezembro desistiu. Hoje comemora o recebimento da carta, que os alunos irão ver no início das aulas:

— É muito gratificante fazer alguma coisa e ver o resultado — resume. 

O diretor da escola, Paulo Cesar de Carvalho Jacó, diz que é muito interessante ver até onde pode chegar uma simples carta, mesmo nos dias de hoje, em que todo mundo está conectado pela internet. 

— Vejo essa resposta do Papa aos alunos como graça de Deus, ainda mais por sermos uma escola que pertence a uma comunidade católica — reforça. 

Confira na íntegra a carta de resposta:

Prezada Senhora,

O Papa Francisco ficou feliz com as cartas que as crianças da Escola Ceju – Centro Educacional Juscélia lhe enviaram, sinal de carinho por ele e do desejo que cada uma delas tem de ser sempre bondosa, amiga de Jesus e amiga também de todas as pessoas.
O Papa manda dizer que reza ao Senhor Jesus, Amigo das crianças, por cada um dos que escreveram, a fim de que sejam sempre bons e felizes, protegendo-os e assistindo-os com a graça de Deus; o Santo Padre reza também para que todos sempre façam contente Jesus, dando alegria àqueles que estão ao seu lado: pais, irmãos, professores, catequistas e as restantes pessoas, de modo particular aquelas que mais precisam de ajuda ou são pobres. E para que as crianças da Escola Ceju – Centro Educacional Juscélia e seus familiares se mantenham no bom caminho e vivam sempre na amizade de Deus, o Papa Francisco envia a todos uma especial Benção Apostólica e pede-lhes também que rezem por ele.
Aproveito a ocasião para lhe manifestar minha fraterna estima em Cristo Senhor.

Leia também:

Papa Francisco grava vídeo para crianças de Florianópolis em encontro com Padre Vilson Groh

Conhecido pelo trabalho na periferia de Florianópolis, padre Vilson Groh completa 35 anos de sacerdócio

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaCerca de 200 doses da vacina contra a gripe influenza são furtadas em ambulatório de Blumenau https://t.co/2xaJPaD971 #LeiaNoSantahá 17 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaTransporte coletivo de Blumenau terá horários diferenciados na segunda-feira https://t.co/M0w2aFUGyS #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca