SC liderou geração de emprego no Brasil em 2017 - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Economia26/01/2018 | 12h43Atualizada em 26/01/2018 | 12h43

SC liderou geração de emprego no Brasil em 2017

Puxado por indústria, Estado criou 29 mil vagas após dois anos de saldos negativos

SC liderou geração de emprego no Brasil em 2017 Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Não é que a economia esteja pujante, mas há sinais de que, pouco a pouco, caminha-se no sentido da recuperação. Com atividade econômica diversificada, SC vem retomando o crescimento mais rapidamente que outros Estados. Prova disso é que foi o que mais gerou empregos em 2017, saldo de 29.441 postos de trabalho formais, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta sexta-feira, 26, pelo Ministério do Trabalho. 

SC foi na contramão do Brasil, que fechou 20,8 mil vagas, e o cenário catarinense foi muito melhor que nos anos anteriores. Em 2016 o Estado fechou 32,7 mil postos, e em 2015 bateu recorde negativo ao encerrar 58,6 mil. No entanto, o resultado de 2017 ainda é tímido comparado com os anos pré-crise. Para se ter uma ideia, o  saldo do ano passado foi o terceiro pior da série histórica do Caged, que começa em 2002.  Em 2014, que esteve longe de ter um grande saldo, SC criou 53 mil postos.

Ao longo de todo o ano passado, a alta foi puxada pela indústria que, de janeiro a dezembro gerou 12,4 mil vagas. A seguir aparecem os serviços, com 11,1 mil e comércio, com 8,7 mil. Foi um contexto diferente do observado em nível nacional, no qual a indústria teve a segunda maior redução entre os setores (-19,9 mil), atrás apenas da construção civil (-104 mil). O comércio foi o líder em criação de empregos no Brasil em 2017 ao gerar 40 mil vagas.

Dentre as unidades da federação que tiveram redução no número de vagas formais, os líderes foram Rio de Janeiro (-92.192 postos), Alagoas (-8.255 postos) e Rio Grande do Sul (-8.173 postos). Do lado oposto, entre asque mais geraram empregos, depois de SC aparecem Goiás (25.370 postos) e Minas Gerais (24.296 postos). 

Em dezembro, foram fechadas 22,2 mil vagas em SC. O saldo negativo é comum no mês devido à sazonalidade: há término de contratos temporários de trabalho para o comércio.



 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau supera Joinville e conquista o quarto título da Olesc  https://t.co/JFTGP19eRxhá 15 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCriminosos quebram parede e arrombam cofre de farmácia na Itoupava Central em Blumenau  https://t.co/VQFH0Vgu8ghá 21 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca