Vigilância Epidemiológica de SC reforça em quais casos vacinação é necessária - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Febre amarela17/01/2018 | 21h00Atualizada em 17/01/2018 | 21h04

Vigilância Epidemiológica de SC reforça em quais casos vacinação é necessária

Secretaria de Saúde de Florianópolis divulgou quais dias de aplicação da vacina nos postos de saúde 

Vigilância Epidemiológica de SC reforça em quais casos vacinação é necessária Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A procura pela vacina da febre amarela aumentou nos últimos dias em Santa Catarina. Apesar de casos recentes no Sudeste, a  Diretoria de Vigilância Epidemiológia (Dive) em SC reforça que ainda não foi detectada circulação do vírus no Estado e que a orientação de imunização é para casos, faixas etárias e locais específicos. 

A gerente de Imunização da Dive/SC, Vanessa Vieira da Silva, reforça que os moradores e quem for visitar um dos 162 municípios que fazem parte da Área com Recomendação de Vacina (ACRV) precisam se imunizar. Além disso, neste ano, a vacinação contra a febre amarela começou a fazer parte do calendário de saúde. Assim, todos os bebês com nove meses, independentemente da cidade de SC, precisam tomar a vacina. Quem já tomou uma dose da vacina está imune, pois desde o ano passado não há mais a orientação de duas doses no país. Além disso, quem for viajar para municípios ou alguns países também precisa da imunização. 

Confira aqui todos os casos em que vacinação é necessária 

Vanessa acrescenta que não há falta de vacina no Estado, mas que os municípios têm se organizado para atender a população que necessita da imunização:

— A gente tem vacina disponível, o que acontece é que o frasco tem cinco a 10 doses e depois de aberto precisa ser jogado fora em até seis horas. Então, para otimizar e não desperdiçar, os municípios colocam as doses em postos específicos. 

É o caso de Florianópolis. A Capital divulgou nesta quarta-feira os dias em que cada unidade irá fazer a aplicação. A Secretaria de Saúde do município também divulgou uma nota de orientação à população, em que reforça que a cidade não é área de recomendação, por isso a vacinação só é indicada para aqueles que vão viajar e para os bebês.

Dois casos em investigação 

Um boletim divulgado na última terça-feira pelo Ministério da Saúde, que considera as ocorrências entre 1º de julho de 2017 e 14 de janeiro deste ano, mostra que foram notificados quatro casos suspeitos em SC, sendo que dois já foram descartados e dois seguem em investigação. 

A gerente de Zoonoses da Dive, Suzana Zeccer, explica que não há transmissão da doença no estado ou indícios de circulação do vírus, mas reforça que, com os casos em outros estados, a expectativa é que aumente o número de notificações em SC, já que as equipes estão ainda mais atentas à enfermidade:

— Com a situação que está acontecendo no Sudeste, a tendência é que a rede de assistência suspeite mais do que o normal, e isso é bom.

Suzana defende que neste momento se tornam ainda mais relevantes as ações de prevenção, focadas na vacinação para os grupos recomendados, e também de atenção aos macacos. Ela explica que como é uma doença silvestre, esses animais são os primeiros atingidos pelo vírus. 

— Nós temos uma forma de vigiar a circulação do vírus, que também é rotineira, mas neste momento é ainda mais importante que é detectando macacos doentes ou mortos.

Caso algum morador perceba o comportamento estranho ou isolamento de algum animal ou encontre um macaco morto, deve informar a Secretaria de Saúde do município, que irá acionar a Vigilância Epidemiológica para fazer a coleta. 

— Se for confirmada que a causa foi febre amarela, aí as ações específicas começam a ser deflagradas. 

Vale ressaltar que os animais não transmitem a doença, apenas servem como hospedeiros. O vírus é transmitido por mosquitos. 

Leia também:

Mudanças no calendário: bebês de 9 meses devem tomar vacina contra febre amarela em SC

OMS inclui o Estado de São Paulo em área de risco para febre amarela

Clique aqui e confira os municípios de todo o Brasil que integram a Área com Recomendação de Vacina

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPelo menos 41 pedestres morreram atropelados em rodovias federais de SC em 2018 https://t.co/8pD8AIC4dj #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVídeo: Tanque com chope explode dentro de lanchonete na Itoupava Norte, em Blumenau https://t.co/gaFszahWy6 #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca