Aumenta procura por vacina contra febre amarela em SC  - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Saúde07/02/2018 | 22h00Atualizada em 07/02/2018 | 22h00

Aumenta procura por vacina contra febre amarela em SC 

Saiba em quais casos é necessário tomar a dose e onde se vacinar 

Aumenta procura por vacina contra febre amarela em SC  Leo Munhoz/Diário Catarinense
Foto: Leo Munhoz / Diário Catarinense

 Com maior repercussão de casos e mortes por febre amarela no país, também aumentou a procura por vacina em postos catarinenses. Em Blumenau e Florianópolis houve um salto na demanda pela imunização. Na cidade do Vale do Itajaí, que teve o maior aumento entre as sete cidades-polo do Estado, o número de doses passou de 330, em janeiro de 2017, para 4109 no mesmo período deste ano, um acréscimo de 1145%. Já na Capital, o número de doses em janeiro de 2018 chegou a 11.226, o que representou um salto de 1091% em relação a 2017, quando foram 942. 

Em Florianópolis, a Vigilância lembra que nos últimos 10 anos, aproximadamente 70 mil pessoas foram imunizadas e que não têm necessidade de reforço. Assim a orientação nestas cidades é que apenas aqueles que forem viajar para áreas com recomendação e bebês de nove meses procurem os postos. Já nas cidades que fazem parte da área com recomendação da vacina, como Lages e Chapecó, foi registrado um aumento tímido, como o município serrano com 19%, ou até mesmo uma queda, que é o caso da cidade do Oeste. Isso se explica pelo fato de boa parcela dos moradores já terem se imunizado em anos anteriores. 

Porém apesar da crescente demanda em praticamente todas as sete cidades-polo do Estado, com exceção de Chapecó, os municípios ainda não enfrentam falta de doses. Mas há casos, como o de Joinville, em que foram feitos pedidos extras, pois o município já ultrapassou a cota. Foi feita uma solicitação de 10 mil doses e vieram 3 mil, informa a Secretaria de Saúde de Joinville. Mas, segundo a pasta, os desabastecimentos são pontuais e são supridos em até um dia útil. Agora a cidade ampliou de 11 para 21 o número de unidades de saúde com oferta da vacina.

Outros municípios estabeleceram algumas estratégias para evitar desperdício, já que o frasco tem de cinco a 10 doses e depois de aberto precisa ser jogado fora em até seis horas. Chapecó, por exemplo, desde o dia 29 de janeiro, concentrou a vacinação nas segundas, quartas e sextas-feira. 

Quem precisa se vacinar em SC

Em Santa Catarina, devem se imunizar os moradores e quem irá viajar para um dos 162 municípios que fazem parte da área com recomendação de vacina. Confira aqui.
Também aqueles que irão viajar para cidades em outros Estados, principalmente os que estão com transmissão ativa da doença (municípios de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Bahia) e países que também têm a recomendação. É importante tomar a vacina pelo menos 10 dias antes da viagem. 
Crianças de 9 meses, nascidas a partir de 2017, de qualquer cidade de SC

Blumenau
Doses em janeiro de 2018: 4.109 
Doses em janeiro de 2017: 330 
Variação: 1145%
Onde tomar a vacina: nos sete Ambulatórios Gerais do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h.

Chapecó
Doses em janeiro de 2018: 1.305 
Doses em janeiro de 2017: 3.061 
Variação: -57%
Onde tomar a vacina: nas 26 salas de vacinas da rede pública. O atendimento é das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h, nas segundas, quartas e sextas. 

Criciúma
Doses em janeiro de 2018: 3.000 
Doses em janeiro de 2017: 647
Variação: 363%
Onde tomar a vacina: agendamento nas unidades de menor porte e nas de maior procura (Centro, Próspera, Rio Maina e Mina do Mato) é ofertada todos os dias

Florianópolis
Doses em janeiro de 2018: 11.226 
Doses em janeiro de 2017: 942 
Variação: 1091%
Onde tomar a vacina: todos os 49 postos de saúde disponibilizam as doses, conforme o cronograma estabelecido no mês de janeiro. Ver dias e horários de atendimentos aqui

Itajaí
Doses em janeiro de 2018: 3.445
Doses em janeiro de 2017: 722 
Variação: 294%
Onde tomar a vacina: em todas as 27 unidades de saúde do município com sala de vacina, de segunda a sexta-feira, conforme o horário de cada sala

Joinville
Doses em janeiro de 2018: 6.372
Doses em janeiro de 2017: 1.615  
Variação: 294%
Onde tomar a vacina: na sala de vacinação central e em 21 unidades de saúde

Lages
Doses em janeiro de 2018: 2.811
Doses em janeiro de 2017: 2.270 
Variação: 19%
Onde tomar a vacina: em 21 salas de vacina. Nas unidades de saúde das 8h às 11h ou com agendamento conforme a demanda. Na central de vacinas são distribuídas senhas das 8h às 11h e das 13h às 17h.

Mapa com municípios (em verde) de SC que fazem parte da  Área com Recomendação de Vacina:

Foto: Dive / Divulgação



Leia também:

SC investiga três casos suspeitos de febre amarela

Sobe para oito o número de casos suspeitos de febre amarela em SC

Com morte em SC, Vigilância reforça importância da vacina da febre amarela para viajantes

Febre amarela: perguntas e respostas sobre a doença

Mudanças no calendário: bebês de 9 meses devem tomar vacina contra febre amarela em SC

OMS inclui o Estado de São Paulo em área de risco para febre amarela


 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJovem morre após colisão em árvore na BR-470, em Trombudo Central, no Vale do Itajaí https://t.co/5tn8POfN57 #LeiaNoSantahá 1 diaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaÀs 18h, os brinquedos da Planetapeia vão percorrer os setor do Parque Vila Germânica. Às 19h será a vez de atrações… https://t.co/hdgiMphZqbhá 9 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca