Abrangência, público, pane no sistema de pagamento: como foi o 10º Festival Brasileiro da Cerveja - Geral - Jornal de Santa Catarina

Vers?o mobile

 

Mercado cervejeiro12/03/2018 | 07h00Atualizada em 12/03/2018 | 07h00

Abrangência, público, pane no sistema de pagamento: como foi o 10º Festival Brasileiro da Cerveja

Número de visitantes foi 10% menor do que em 2017, mas feira e concurso cresceram

Abrangência, público, pane no sistema de pagamento: como foi o 10º Festival Brasileiro da Cerveja Clio Luconi / Divulgação/Divulgação
Foto: Clio Luconi / Divulgação / Divulgação

A 10ª edição do Festival Brasileiro da Cerveja terminou no sábado com público total de 35.986 visitantes nos quatro dias de evento. O número é 10% menor do que o registrado no ano passado, quando 39.996 pessoas passaram pelo Parque Vila Germânica. No sábado, último dia da programação, 12.523 pessoas visitaram os estandes das cerca de 100 cervejarias de todo o país e aproveitaram opções gastronômicas e atrações musicais da região como Eu & Minha Banda, Confraria do Samba, Malungo, Plano Cruzado, Divergente e D’Lara.

Apesar da diminuição do público total, a organização encerrou o festival confiante de que cumpriu o objetivo de oferecer a visitantes e expositores qualidade e credibilidade no evento, que é considerado o maior festival cervejeiro da América Latina. O secretário de Turismo e Lazer de Blumenau e presidente do Parque Vila Germânica, Ricardo Stodieck, afirma que uma análise mais profunda deve ser feita após receber o resultado da pesquisa de satisfação feita com os expositores, mas em princípio o evento não deve ter alterações significativas no próximo ano. Os setores 1 e 2 da Vila Germânica devem continuar sendo os espaços destinados ao festival, atendendo inclusive a uma vontade que seria dos cervejeiros.

Embora o número de participantes do festival se mantenha no mesmo patamar nos últimos anos, os eventos que integram a programação como a Feira – que ocorreu de quarta a domingo no Setor 3 da Vila Germânica com expositores que produzem equipamentos para cervejarias, e o Concurso Brasileiro da Cerveja, encerrado na terça-feira com a premiação dos melhores rótulos entre os 2,8 mil inscritos –, tiveram bons resultados, o que agradou a organização e elevou o alcance do evento no mercado cervejeiro nacional.

– A Feira alcançou absolutamente todos os objetivos, com crescimento de 60%. O Concurso também alcançou o objetivo com crescimento de 40% e, no festival, também conseguimos atender toda a demanda e expectativas do mercado cervejeiro brasileiro – avalia.

Quem aprecia o universo das cervejas artesanais vai ter mais oportunidades de degustar bebidas premiadas em Blumenau já nos próximos meses. Entre 21 e 23 de junho, o Parque Vila Germânica recebe o Blumenau International Beer Festival, com cervejarias e rótulos do Brasil e do exterior. O evento está na parte de confirmação dos participantes.

Última noite de festival teve problema em sistema de pagamento
Um ponto negativo da última noite foi uma pane no sistema de pagamento, que era uma das novidades da 10a edição do Festival da Cerveja. O sistema do cartão magnético em que o visitante colocava crédito para adquirir os chopes nos estandes deixou de funcionar durante parte da noite.

Festival da Cerveja, pane no sistema de pagamento e cervejarias usando máquinas de cartão
Foto: Jean Laurindo / Jornal de Santa Catarina

Segundo nota divulgada pelo Parque Vila Germânica, o problema foi causado por uma falha no servidor da empresa contratada ZigPay e começou por volta das 20h20min. Segundo o parque, a falha ocorreu por uma hora e meia, mas houve visitantes e expositores que relataram dificuldades para usar o cartão magnético após esse horário.

Após constatar o problema, a organização liberou os expositores para vender as bebidas e os pratos via dinheiro ou cartão de crédito e débito. No entanto, nem todas as cervejarias participantes tinham em mãos as máquinas para cartão, o que dificultou as vendas em parte dos estandes e o consumo dos visitantes durante o horário de sistema indisponível. 

Algumas cervejarias chegavam a informar em cartazes a possibilidade de pagar com cartão de débito e crédito durante a pane. Sem conseguir usar o saldo no cartão, filas se formaram no balcão destinado ao reembolso do valor. A organização estendeu em uma hora o encerramento da festa, que passou da 1h para as 2h.

Ressarcimento a expositores
Stodieck afirma que a escolha por esse formato de pagamento, que já havia ocorrido na Sommerfest, em janeiro, busca seguir uma tendência mundial. Ele afirma que o sistema foi eficiente nas três primeiras noites. Questionado se o problema de sábado pode influenciar na escolha desse sistema para eventos como a Oktoberfest, intenção já anunciada anteriormente, o secretário afirma que dependerá de discussões:

– Essa questão de uma hora e pouco que aconteceu no sistema de pagamento do festival ainda não inviabiliza possíveis alterações para a Oktoberfest. Mas vamos fazer avaliações até o fim do mês para tomar uma decisão.

A empresa ZigPay também emitiu nota em que reconhece o problema e promete compensação.

“Mais do que nos desculpar publicamente, já estamos tomando as medidas necessárias de ampliação e modificação de infraestrutura de dados para que situações assim se tornem ainda mais raras. Além disso, estamos tomando todas as providências para minimizar o impacto do acontecido e ressarcir todos que foram prejudicados” diz parte do texto.

O presidente da Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva), Carlo Lapolli, confirma que a pane prejudicou o controle de vendas feito no festival, que era basicamente baseado no aplicativo, e criou divergências de valores para algumas cervejarias, mas confirma que a solução de reembolsar os expositores trouxe tranquilidade à discussão, que deve ocorrer nos próximos dias. O cálculo para definir o reembolso deve levar em conta as vendas no sábado do ano passado e os estoques das cervejarias.

O Parque Vila Germânica confirmou que a empresa ZigPay se comprometeu a fazer um ressarcimento de prejuízos aos expositores. Os valores e a definição da forma como esse pagamento será feito vão ser discutidos nesta semana, segundo Stodieck. Visitantes que ainda possuem saldo nos cartões podem solicitar reembolso por meio do aplicativo ou do site da empresa (zigpay.com.br) até sete dias após o fim do festival.

– Seguramente, um problema de pouco mais de uma hora em evento de quatro dias não vai tirar nem o êxito, nem o brilho e muito menos comprometer o futuro do festival – conclui Stodieck.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaFábrica de conservas e molhos da Cia. Lorenz em Indaial será fechada https://t.co/yEMRTS2Eq2há 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCoronel Gomes é convidado para reunião com ministro Sérgio Moro https://t.co/q01PU5PLlNhá 1 horaRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca