Municípios de SC registram estoque crítico de vacina pentavalente - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Quase zerado02/03/2018 | 17h23Atualizada em 02/03/2018 | 17h23

Municípios de SC registram estoque crítico de vacina pentavalente

Ministério da Saúde, responsável pelo fornecimento das doses, ainda não sabe quando deve enviar nova remessa

Municípios de SC registram estoque crítico de vacina pentavalente Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Há mais de um mês Santa Catarina não recebe as doses da vacina pentavalente, que faz parte do calendário de vacinação dos bebês. Devido a problemas no envio pelo Ministério da Saúde, responsável pelo abastecimento, algumas cidades do Estado já enfrentam a falta da imunização que  previne contra difteria, tétano, coqueluche, meningite por Haemophilus, influenzae tipo b e  hepatite B. Em média, são aplicadas 20 mil vacinas mensalmente em SC. 

Diante da situação crítica, a orientação da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC para as equipes municipais de saúde é que mantenham um cadastro de crianças que devem receber doses para posteriormente serem imunizadas, de forma a atualizar a carteira de vacinação. Em Lages, não há mais vacinas e em Florianópolis, por exemplo, o estoque é de 137 doses, sendo que entre os dias 19 e 23 de fevereiro foram aplicadas 315 doses da vacina. Itajaí tinha 18 doses espalhadas em alguns postos até a manhã desta sexta-feira. Em Blumenau, algumas unidades relataram falta das vacinas já na quinta-feira e não há doses em estoque para reposição. 

Já Joinville e Chapecó ainda têm doses nas unidades de saúde, porém a cidade do Norte de SC não tem vacina em estoque. Criciúma não informou a situação. 

Em nota, o Ministério da Saúde informa que há no Brasil 10,3 milhões de doses de pentavalente que dependem da liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Organização Panamericana de Saúde (OPAS) enviou na quarta-feira, dia 28, a documentação que estava pendente comprovando a qualidade das doses em estoque no Brasil. "A situação tem sido acompanhada pelo Ministério da Saúde para que a seja resolvida o mais breve possível", diz, em nota, porém sem especificar quando deve enviar a remessa e quantas doses serão encaminhadas para SC.

Municípios otimizam uso de BCG

Já as doses de BCG, que previne contra formas graves de tuberculose,  que também estavam em falta foram recebidas pela Vigilância Epidemiológica do Estado no dia 21 de fevereiro. As 25 mil doses da vacina começaram a ser distribuídas aos municípios nesta semana.  No Estado são aplicadas cerca de 6,5 mil doses de BCG mensais. 

 Mesmo com o envio de algumas doses, os municípios catarinense têm adotado estratégias para otimizar o uso das vacinas, até que envio seja normalizado. Em Joinville, a orientação é que as maternidades não abram frascos da vacina para atender a apenas uma criança. Na Sala de Vacinas Central, a vacinação dos bebês está sendo realizada apenas com agendamento, às sextas-feiras. Em Lages, está sendo feito agendamento nas segundas e terças-feiras, no período matutino na Central de Imunização, e no Hospital Tereza Ramos conforme demanda de nascimento. 

Em Itajaí, o Centro de Referência da Saúde da Criança e da Mulher (Crescem) está vacinando contra BCG apenas nas quintas-feiras, das 7h às 19h, até que a situação seja regularizada pelo Ministério da Saúde. Já os recém-nascidos do Hospital Marieta Konder Bornhausen estão recebendo as doses diariamente. Em Blumenau, alguns postos estão a vacina em falta. 

Por dentro das vacinas

Ambas fazem parte do calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A BCG deve ser tomada logo ao nascer, uma dose única para prevenir contra formas graves de tuberculose. Já a pentavalente, as doses devem ser tomada aos dois, quatro e seis meses de idade. Protege contra o tétano, difteria, coqueluche, hepatite B e Haemophilus Influenzae tipo B, que causa meningite e outras infecções graves. 

Situação nas cidades de SC

Lages
Não tem vacina pentavalente e tem 550 doses de BCG.  A estratégia para otimizar o estoque de BCG é através de agendamento nas segundas e terças-feiras, no período matutino na Central de Imunização, e no Hospital Tereza Ramos conforme demanda de nascimento, sendo aplicado quando se alcança 10 crianças para vacinação, num período de seis horas.

Florianópolis
A rede de saúde ainda tem estoque da vacina BCG para o mês de março, com 1070 doses. Já em relação à pentavalente estoque está crítico, com 137 doses, sendo que entre os dias 19 e 23 de fevereiro foram aplicadas 315 doses da vacina.

Joinville
Para a BCG, a orientação é que as maternidades não abram frascos da vacina para atender a apenas uma criança. Na Sala de Vacinas Central, a vacinação dos bebês está sendo realizada apenas com agendamento, às sextas-feiras. Até sexta-feira, eram 1.160 doses da imunização, sendo que 490 estão distribuídas nas maternidades e outras 660 em estoque na secretaria. Já a situação da pentavalente requer mais atenção. São 433 doses da pentavalente distribuídas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nenhuma em estoque.

Blumenau
A Vigilância Epidemiológica de Blumenau não tem doses das duas vacinas  (BCG e penta) em seu estoque para reposição, e algumas unidades relataram a falta nesta quinta-feira, dia 1º. O município do Vale do Itajaí recebeu apenas 20 doses da BCG na quinta-feira, dia 1º. Já a última remessa da pentavalente ocorreu em novembro de 2017, com o envio de 1 mil doses.

Chapecó
Foram recebidas 850 doses de BCG nesta semana, quantidade suficiente para a demanda do mês de março e as pendências de fevereiro. Sobre a vacina pentavalente, a última remessa foi recebida no mês de janeiro (1,2 mil doses). Ainda há algumas doses em estoque.

Itajaí
O município possui 510 doses disponíveis da vacina BCG; já da vacina Pentavalente restam apenas 18 doses em algumas unidades de saúde. Para otimizar o uso das doses recebidas do Estado e evitar desperdício, o Centro de Referência da Saúde da Criança e da Mulher (Crescem) está vacinando contra BCG apenas nas quintas-feiras, das 7h às 19h, até que a situação seja regularizada pelo Ministério da Saúde. Já os recém-nascidos do Hospital Marieta Konder Bornhausen estão recebendo as doses de BCG diariamente. 

Criciúma
Até o momento não teve falta da vacina BCG. O município ainda conta com um estoque de 120 doses, entre a Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Centro, Sala de Vacina da Policlínica do Rio Maina e na Sala de Frios. Sobre a pentavalente, não encaminhou informações sobre a situação. 

Leia também:
Vigilância Epidemiológica de SC está sem vacina BCG e pentavalente

Aumenta procura por vacina contra febre amarela em SC 

SC investiga três casos suspeitos de febre amarela



 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia Civil vai abrir inquérito para apurar caso de criança que caiu de janela de prédio em Itajaí  https://t.co/patYLJiHea #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaEmprego volta a subir em SC após três meses de queda https://t.co/ogzRgKXfCehá 5 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
Imprimir