Sítio usado como abrigo para 110 cães abandonados pega fogo em Brusque - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Incêndio11/03/2018 | 17h42Atualizada em 11/03/2018 | 17h42

Sítio usado como abrigo para 110 cães abandonados pega fogo em Brusque

Quatro animais morreram segundo os bombeiros e a suspeita é de incêndio criminoso. Amigos lançaram campanha para ajudar casal de voluntários

Sítio usado como abrigo para 110 cães abandonados pega fogo em Brusque Eder Leite / Reprodução/Reprodução
Foto: Eder Leite / Reprodução / Reprodução


Uma casa que também era usada como abrigo de cães abandonados pegou fogo por volta das 13h de sábado, na Rua Pedro Horner, bairro São Pedro, em Brusque. A residência de madeira e dois pisos era dividida em dois blocos, com área total de 260 metros quadrados. O bloco maior, com cerca de 200 metros quadrados, foi totalmente destruído pelas chamas – o outro não foi atingido.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Brusque, que atendeu a ocorrência, 110 cachorros eram acolhidos no abrigo no momento do incêndio. Quatro deles não resistiram e acabaram morrendo. O casal de protetores animais Éder Leite e Alessandra Rech morava no sítio atingido pelas chamas. Alessandra chegou a sofrer queimaduras e um ferimento de mordidas enquanto ajudava a retirar os animais da residência em chamas. Ela foi atendida pelos bombeiros e encaminhada ao Hospital Azambuja para recebera atendimento médico, mas liberada ainda no sábado.

Foram usados 3,5 mil litros de água para controlar as chamas. A suspeita inicial é de que a causa do incêndio possa ter sido criminosa. Uma perícia deve ser feita no local nesta segunda-feira. Segundo a mãe de Éder, Maria Iara Leite, um homem de short vermelho e sem camisa teria sido visto em volta do sítio momentos antes de o local pegar fogo. Neste domingo, a família de Éder se reveza para cuidar do local por receio de que possa ser alvo de alguma ação criminosa.

– Ontem eles choraram muito, estavam em um desespero muito grande. Com a ajuda de amigos, hoje estão um pouco mais conformados, mas foi tudo muito triste – lamenta a mãe de Éder.

O sítio é alugado e o casal mantinha os animais com ajuda de doações. A família perdeu eletrônicos, eletrodomésticos, roupas e pertences pessoais. Ao final da ocorrência, os bombeiros encheram a caixa d’água do morador com 500 litros para que ele pudesse hidratar os cães, já que o reservatório da família havia sido esvaziado para controlar as chamas.

Nas redes sociais, amigos e voluntários da causa animal iniciaram uma campanha para ajudar o casal Éder e Alessandra. Quem quiser contribuir pode acessar a página no link tinyurl.com/ajudaaoprotetoreder.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaConfira como ficam os serviços nesta segunda-feira no Vale do Itajaí https://t.co/OVWqwHJvce #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaManifestantes protestam em frente ao 23º Batalhão de Infantaria, em Blumenau https://t.co/9PHIcsryCb #LeiaNoSantahá 7 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca