Confirmada a primeira morte por H1N1 em Blumenau no ano - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Saúde18/05/2018 | 12h17Atualizada em 18/05/2018 | 12h17

Confirmada a primeira morte por H1N1 em Blumenau no ano

Homem de 54 anos morador da Itoupavazinha teve o óbito confirmado

Confirmada a primeira morte por H1N1 em Blumenau no ano Salmo Duarte/Agencia RBS
Foto: Salmo Duarte / Agencia RBS

A prefeitura de Blumenau confirmou nesta sexta-feira de manhã a primeira morte pelo vírus influenza do tipo H1N1 na cidade em 2018. Um homem de 54 anos morador da Itoupavazinha teve o óbito por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) confirmado pela Secretaria de Saúde. Segundo as informações divulgadas, ele tinha outras doenças simultâneas.

Atualmente a Vigilância Epidemiológica tem 11 casos confirmados da doença causada pelo vírus influenza em Blumenau, sendo que 10 são moradores de Blumenau (todos com H1N1) e uma pessoa é residente de Rodeio (com o vírus H3N2).

Há também na cidade a investigação de técnicos da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado (Dive) em relação a morte de uma criança de um ano que teria ficado próxima de outras duas crianças que testaram positivo para o vírus.

A campanha de vacinação contra a gripe continua na rede pública e há preocupação com o baixo índice de procura entre as crianças entre seis meses e cinco anos.

— Infelizmente, tivemos o primeiro óbito confirmado e novos casos positivos estão aparecendo. Esse cenário deixa evidente que o vírus está circulando. Faço um apelo para que aqueles que têm direito à imunização gratuita na rede pública, procurem o quanto antes uma das nossas unidades de saúde para a vacinação, que é um dos mecanismos mais eficazes para evitarmos doenças — destacou a secretária de Saúde, Maria Regina Soar.

De segunda a sexta-feira, 62 unidades de saúde com salas de vacina (os sete Ambulatórios Gerais e 55 equipes de Estratégia Saúde da Família) fazem a imunização em Blumenau. As salas de vacinação dos AGs na próxima semana terão horário estendido, até as 21h, exclusivamente para a imunização contra a gripe influenza.

Quem tem direito à vacina contra a gripe na rede pública:
- idosos com mais de 60 anos;
- crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos;
- gestantes;
- puérperas (até 45 dias após o parto);
- trabalhadores da saúde;
- professores das redes pública e privada;
- povos indígenas;
- portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia Civil prende quatro dos cinco envolvidos no assassinato de médico em Timbó https://t.co/AZIHrny2BY #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCorpo de médico desaparecido desde sábado passado em Timbó é localizado  https://t.co/z02JpmorI6 #LeiaNoSantahá 11 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca