MP denuncia dentista da prefeitura de Brusque por falsidade ideológica - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Investigação10/05/2018 | 15h22Atualizada em 10/05/2018 | 17h07

MP denuncia dentista da prefeitura de Brusque por falsidade ideológica

Pela denúncia do MP, o dentista fazia o registro falso do ponto

Jornal de Santa Catarina
Jornal de Santa Catarina

A Justiça de Santa Catarina recebeu essa semana denúncia feita pelo Ministério Público contra um dentista da prefeitura de Brusque que teria cometido 130 supostos crimes de falsidade ideológica. Pela denúncia do Ministério Público, o dentista fazia o registro falso do ponto desde 2013, como se estivesse trabalhando. Essa prática durou até o ano passado.

Ele foi contratado como odontólogo e como cirurgião dentista para trabalhar na unidade básica de Saúde Santa Rita, em Brusque. Ele assinava a entrada, mas saía para atender no consultório particular. No final do dia voltava e registrava a saída. O MP diz ter relatos de colegas de trabalho que dizem que ele não fazia o atendimento, além de outros documentos que compravam a irregularidade. O Gaeco também participou das investigações e apreendeu a agenda do dentista. Nela existem registros de consultas particulares no mesmo horário em que ele deveria estar na unidade de saúde.

 O MP fez a denúncia, que foi aceita pela Justiça. Agora ele é réu no processo e pode responder por 130 crimes de falsidade ideológica. A pena é de um a cinco anos de prisão. Segundo a prefeitura de Brusque ele ainda atua como dentista na unidade de saúde Rio Branco. A prefeitura disse que está respondendo os questionamentos do MP e o "processo administrativo disciplinar está em curso na comissão processante".

O G1-SC conversou com a defesa do dentista, que disse que ele ainda não foi citado nas ações e que tem documentos comprovando que ele trabalhava em diversas unidade de saúde da prefeitura.

*Com informações da repórter Marina Dalcastagne, da NSC TV.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaTJ nega extinção de processo e professor responderá por abuso sexual no Alto Vale https://t.co/eh1bAr0GCe #LeiaNoSantahá 1 horaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaIdentificado homem morto pela PM após invadir casa de vizinho com facão em Blumenau https://t.co/xZg9CApus9 #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca