Obras de novas creches ainda sofrem com ritmo lento em Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Educação22/05/2018 | 11h00Atualizada em 22/05/2018 | 11h00

Obras de novas creches ainda sofrem com ritmo lento em Blumenau

Das seis unidades que tiveram construção iniciada há mais de um ano na cidade, apenas uma está perto de ser concluída

Obras de novas creches ainda sofrem com ritmo lento em Blumenau Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
CEI João Gervaz Neto, no bairro Água Verde, é o que tem trabalhos mais avançados, com 84,75% Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Quem tem criança de até quatro anos na família sabe a falta que faz uma vaga em creche pública. A necessidade de um lugar seguro e confiável para que o filho permaneça e impulsione seu desenvolvimento faz muitos pais procurarem uma vaga. Em Blumenau, por enquanto, isso ainda não é para todos.

A doceira Karina Rios, por exemplo, espera há um ano e sete meses por uma vaga para o filho. Perto da casa dela é construída uma creche, mas a vaga ainda é uma meta distante. Atualmente, a fila por uma vaga em creche no município soma 4,2 mil crianças à espera. Uma possível solução para reduzir o índice poderia ser a construção de novas unidades. Porém, as obras seguem em ritmo menor do que o esperado na cidade.

:: Conclusão de novos CEIs em Blumenau deve ficar para 2018
:: A luta de famílias para vencer a fila por creche em Blumenau

Das sete novas creches anunciadas pela administração municipal para diminuir a fila de espera por vagas na educação infantil na cidade, apenas uma está perto de se tornar realidade à população. Seis das sete unidades planejadas começaram a ser construídas entre o fim de 2016 e o início de 2017 e deveriam estar prontas, conforme o prazo de execução do contrato. No entanto, impasses sobre o pagamento dos valores executados têm atrasado o cronograma.

 Blumenau - SC - Brasil - 21052018 - Terreno na Rua Josefina Reiter onde será construida a creche Olivia Kienen.
No Passo Manso, obras do CEI Olivia Kienen ainda nem iniciaramFoto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

O Centro de Educação Infantil (CEI) João Gervaz Neto, no bairro Água Verde, é o que tem a obra mais avançada, com 84,75% de execução, segundo o último relatório divulgado pela Secretaria Municipal de Educação. De acordo com a empresa responsável, porém, o cronograma supera 90% de conclusão e está avançando para a fase de acabamentos, com etapas como instalações elétrica e hidráulica e pintura. De acordo com o diretor da construtora responsável pela obra, Ismael Matielo, em no máximo um mês esses serviços estarão concluídos.

As outras cinco creches em construção têm percentuais de execução entre 17% e 39%, segundo a prefeitura. A mais atrasada é o CEI Professor Jacó Anderle, no bairro Itoupavazinha. A unidade tem 17,5% do cronograma concluído. Segundo a Secretaria de Educação, a obra foi a quarta a ter a ordem de serviço assinada e necessitou da demolição de uma construção sobre o terreno.

A razão para o atraso nas obras das seis creches, segundo a prefeitura, é o mesmo: demora nos repasses do governo federal.

– O que compete ao município está em dia, com valores empenhados e garantidos, porém, do governo federal, tivemos atraso na primeira parcela de sete meses. A gente não tem medido esforços para fazer a cobrança, mas o que recebemos é que eles estão aguardando, mas não dizem o porquê do atraso – diz a secretária Patrícia Lueders.


FNDE diz que fez parte dos repasses
Sem os repasses, segundo a secretária de Educação, o ritmo de cada obra acaba dependendo da capacidade financeira da empresa responsável – quem tem mais recursos para adiantar e esperar para receber depois consegue avançar mais na obra. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que repassa a parte federal para a construção das creches, não confirma a informação.

 Em nota enviada à reportagem, o órgão afirmou que, no caso da creche que está mais perto de ficar pronta, a Água Verde, por exemplo, já repassou R$ 823 mil ao município, equivalente a 99,9% do que cabe ao governo federal. O valor total da obra é R$ 1,2 milhão, e o restante responsabilidade da prefeitura, como contrapartida.

O diretor da empresa responsável pelas obras da creche na Água Verde afirma que até agora, a um mês da conclusão, executou serviços no valor de R$ 1 milhão, mas até agora recebeu apenas R$ 550 mil – uma nova nota, de R$ 188 mil, foi solicitada na semana passada. Restariam R$ 262 mil para serem pagos, valor que caberia ao município, já que o FNDE diz ter repassado praticamente todo o dinheiro que cabia ao Fundo para a obra.

Questionada novamente pela reportagem, a Secretaria Municipal de Educação alegou que se referiu ao atraso de repasses apenas até dezembro de 2017, e que desde lá não recebeu mais valores. Reafirmou que os pagamentos estão em dia, a partir de medições apresentadas pelas empresas e informou que, no caso do CEI da Rua Nelson José Busarello, a empresa teria recebido R$ 916,3 mil, pagos com parte do município e parte do FNDE.

Uma obra ainda sem licitação iniciada
Uma das sete creches ainda não saiu do papel, o CEI Olivia Kienen, no bairro Passo Manso. A obra não foi sequer licitada. O motivo é que o projeto precisará ser readequado em função de um declive no terreno. A Secretaria Municipal de Educação informou que ainda está em fase de alteração do projeto. Esta é a construção mais cara, com orçamento inicial estimado em R$ 1,8 milhão. É também a que mais prevê vagas: serão 188, contra 94 vagas previstas em cada uma das outras seis creches em andamento. Juntas, as unidades totalizam 752 vagas a mais na rede municipal.


Como estão as unidades
CEI Prof. Jacó Anderle

Rua Rodolfo Sestrem, s/n, Itoupavazinha
Iniciada em: março/2017
Valor total: R$ 1.181.200,82
Execução: 17,54%

CEI João Gervaz Neto
Rua Nelson José Busarello, Água Verde
Iniciada em: março/2017
Valor total: R$ 1.278.656,60
Execução: 84,75%

CEI Prof. Elisabete Nunes Anderle
Rua Elvira Bornhofen, Passo Manso
Iniciada em: março/2017
Valor total: R$ 1.208.851,32
Execução: 22,46%

CEI Elfrida Fischer Vieira
Rua Jardim Germânico, Itoupavazinha
Iniciada em: outubro/2016
Valor total: R$ 1.334.141,00
Execução: 37,93%

CEI Prof. Leonides Westarb
Rua Antônio Treis, Vorstadt
Iniciada em: outubro/2016
Valor total: R$ 1.312.093,65
Execução: 30,81%

CEI Osvaldo Deschamps
Rua da Glória, Glória
Iniciada em: outubro/2016
Valor total: R$ 1.299.152,07
Execução: 39,67%

CEI Olivia Kienen*
Rua Josephina Rausch Reiter, Passo Manso
Obra ainda não iniciada
Valor total: R$ 1.888.084,32
Execução: 0%

Fonte: Secretaria Municipal de Educação de Blumenau

Leia mais notícias em santa.com.br

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaObras na BR-470 provocam interdições no Km 27 da rodovia federal, em Ilhota https://t.co/biWRGHFBnn #LeiaNoSantahá 42 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaNovas histórias à espera dos leitores neste sábado no Parque Ramiro Ruediger, em Blumenau https://t.co/QuwiWGeCnY #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca