Prefeitura de Gaspar exonera médico com registro suspenso no CRM - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Saúde14/05/2018 | 18h27Atualizada em 14/05/2018 | 18h36

Prefeitura de Gaspar exonera médico com registro suspenso no CRM

Conforme a Procuradoria-Geral do Município, ato deve ser publicado na edição do Diário Oficial do Município desta terça-feira

 

 Gaspar - SC - Brasil - 11052018 - Médico José Alberto Dantas trabalho no hospital de Gaspar com suspenção pelo CRM.
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

O prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall (PMDB), acatou o pedido encaminhado sexta-feira pela Secretaria de Saúde do município, que solicitava a exoneração do médico anestesista José Alberto Dantas. Ele é o atual médico-regulador do município e teve o registro de atividade profissional suspenso pelo Conselho Regional de Medicina de Santa Catarina (CRM-SC) por 30 dias, entre 16 de abril e 15 de maio, por infrações ao dois artigos do Código de Ética Médica.

Segundo a Procuradoria-Geral do Município, o ato de exoneração foi encaminhado para publicação no Diário Oficial do Município nesta terça-feira. Ainda conforme a procuradoria, uma comissão será instaurada para avaliar possíveis punições para o agente público. Não há prazo para a finalização desta investigação.

O prefeito Kleber Wan-Dall (PMDB) não descarta que após a apuração dos fatos o profissional possa voltar a exercer o cargo de médico-regulador, mesmo após a exoneração.

– A decisão da exoneração já foi tomada. O cargo de médico-regulador é um cargo comissionado, este tipo de cargo é de livre exoneração e nomeação. Obviamente é uma função importante que não pode ficar sem responder, então passada essa fase, é uma avaliação técnica da Secretaria da Saúde, que vai definir quem responderá pela regulação e vou acatar este entendimento – disse o prefeito à reportagem.

O caso veio à tona após denúncias apuradas pela NSC Blumenau, que apontavam que Dantas era suspeito de atuar como médico-regulador do município, mesmo impedido de exercer qualquer atividade profissional relacionada à medicina, conforme a punição aplicada pelo CRM-SC. Desde março ele também atuava como diretor técnico do Hospital Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

 ::: Leia mais notícias de Santa Catarina no NSC Total 

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau supera Joinville e conquista o quarto título da Olesc  https://t.co/JFTGP19eRxhá 15 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCriminosos quebram parede e arrombam cofre de farmácia na Itoupava Central em Blumenau  https://t.co/VQFH0Vgu8ghá 21 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca