Simulação de desastres muda paisagem de Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Reação15/05/2018 | 21h45Atualizada em 15/05/2018 | 21h45

Simulação de desastres muda paisagem de Blumenau

Cidade abriga até sexta-feira treinamento que reúne integrantes de diversos órgãos e ocorre em mais cidades da região

Simulação de desastres muda paisagem de Blumenau Adriano Lins/Jornal de Santa Catarina
Exercício envolve mais de mil pessoas e ocorre até sexta-feira também em cidades como Itajaí, Gaspar e Pomerode Foto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

Blumenau participa desde segunda-feira do Simulado de Reação a Desastres,  promovido pelo governo federal. O evento, que ocorre até sexta-feira, envolve também outras cidades da região, como Itajaí, Gaspar e Pomerode. A ação é a maior simulação deste tipo já realizada em Santa Catarina. O treinamento envolve mais de mil pessoas em ações direcionadas por Exército, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar.

Uma das atividades foi de resgate no rio Itajaí-Açu, em Gaspar. Quatro viaturas do Exército e dois barcos foram usados. O trabalho ficou a cargo do 5o Batalhão de Engenharia de Combate Blindado, de Porto União (PR). 

A missão simulada era fazer o resgate de pessoas que estavam do outro lado do rio e, para isso, seria necessário fazer uma travessia de uma margem à outra. Segundo a organização da força-tarefa, a operação requer cuidado e atenção da equipe. Tudo deve ser bem alinhado para não comprometer a ação. Primeiro, dois barcos são colocados no rio. Estes vão servir para acoplar as peças que serão lançadas na água.

Após os barcos estarem posicionados, chega o momento de um caminhão lançar peças de metal no rio. Elas vão servir como uma balsa na travessia. Após o lançamento delas, um dos barcos faz a acoplagem das peças, que são montadas pelos oficiais. Eles agem rapidamente para prender a plataforma no barco, que vai direcionar para o local de destino, montando uma travessia segura para a continuidade da missão.

Para o tenente-coronel do Exército Arílson Pinheiro Paiva, é importante explicar que o apoio à população em situação de calamidade é uma missão constitucional. Por isso, para cumprir as atividades de apoio, é fundamental que a tropa esteja treinada, com as capacidades que o Exército já tem.

– A ideia do exercício é acionar toda a sistemática em caso de desastres. Nessas situações, podemos construir pontes, passadeiras para as pessoas, transporte com embarcações. Todos esses meio são colocados à disposição da Defesa Civil caso seja necessário – afirma o oficial do Exército.

Para o secretário-adjunto da Defesa Civil, Fabiano de Souza, o destaque é a integração entre as equipes, pois é importante saber o que cada um faz de melhor para saber acionar a força correta numa situação de crise.

Leia mais
Cidades do Vale do Itajaí terão simulado de reação a desastres

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaTransporte coletivo de Blumenau estuda mudanças em função de protestos dos caminhoneiros https://t.co/3ZnbyOZYYO #LeiaNoSantahá 10 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaGasolina chega a R$ 4,59 em Blumenau e Procon alerta sobre possível aumento abusivo https://t.co/DhbXCmFFEX #LeiaNoSantahá 12 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca