Tecnologia agiliza consultas em ambulatório geral de Blumenau - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Na palma da mão21/05/2018 | 06h56Atualizada em 21/05/2018 | 07h00

Tecnologia agiliza consultas em ambulatório geral de Blumenau

Um mês após o lançamento, 170 pacientes já utilizaram o Pronto Mobile Tecnologia agiliza consultas em ambulatório geral de Blumenau na Escola Agrícola

Tecnologia agiliza consultas em ambulatório geral de Blumenau Adriano Lins/Jornal de Santa Catarina
Marcus e Jucy (à frente) usaram o aplicativo para o agendamento de consultas no Ambulatório Geral da Escola Agrícola Foto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

Há um mês começou a funcionar em Blumenau o sistema Pronto Mobile, um aplicativo que permite acesso às informações da rede pública de saúde e agendamento de consultas por meio do celular. Até sexta-feira foram agendadas 170 consultas pelo aplicativo, com 24 faltas. Os atendimentos são para clínica geral e odontologia.

Para Marco Georg, gerente da Atenção Básica da Secretaria de Saúde, a procura está acima da expectativa, inclusive recebendo solicitação via conselho de saúde para ampliação desse sistema de marcação. Atualmente, das 200 consultas liberadas por semana, uma média de 55 são disponibilizadas via aplicativo e isso representa 55 pessoas a menos na fila de marcação do AG.

— Começamos com 20%, ampliamos para 25% e estamos estudando a possibilidade de nova ampliação, inclusive para outras unidades. A expectativa que outro AG deva oferecer o serviço ainda em junho, o que vai passar ainda pela preparação da equipe — afirma Georg.

Segundo a Secretaria de Saúde de Blumenau desde a novidade da marcação de consultas por aplicativo já foram registrados 1.152 downloads, sendo que 855 estão atualmente instalados. Essas mudanças são uma tendência no processo de comunicação entre o poder público e a população, segundo o doutorando de comunicação e especialista em novas mídias, Moisés Cardoso, o Béio.

— Um exemplo disso é que nesta semana entra em vigor as solicitações de aposentadoria por idade e salário maternidade para o INSS, exclusivamente por telefone ou internet. Outra dado que reforça essa mudança nas práticas comunicacionais vem da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) de 2016: ela indica que 94,6% das pessoas que acessaram a internet fizeram via celular — aponta.

População vê com otimismo a tecnologia

O morador da Vila Nova, Marcus Vinicius Guimarães de Sousa, de 26 anos, resolveu testar esta novidade. Ele já havia sido atendido no AG da Escola Agrícola e pela primeira vez fez o agendamento via aplicativo. Ele aprovou a iniciativa.

— Sempre aposto na tecnologia e acredito que ela vem para ajudar a gente. A questão do agendamento por aplicativo me ajuda muito, pois ao marcar um horário torna mais fácil que eu me programe para receber o atendimento. Antes era mais complicado, pois tinha que vir cedo, passava o dia todo pra conseguir vaga e agora o aplicativo facilita esse processo — comenta.

Segundo a Secretaria de Saúde na primeira semana as marcações demoraram um pouco para começar, já que os usuários ainda estavam conhecendo a plataforma. Depois, porém, o sistema engrenou. Atualmente, os agendamentos são liberados na quarta-feira e na quinta-feira já não há mais vagas disponíveis nem para a odontologia, nem para a clínica geral.

A vendedora Jucy Mara Zimmermann, 56 anos, conta que não tem muita afinidade com aplicativos e, mesmo assim, achou fácil o agendamento pelo Pronto Mobile.

 Pauta: Usuários aplicativo Pronto no AG da escola Agrícola: Jucy Mara Zimmermann, 56 anos, Marcus Vinicius Guimarães de Sousa, 26 anos
Jucy agendou consulta pela primeira vez por meio aplicativo e gostou da experiênciaFoto: Adriano Lins / Jornal de Santa Catarina

— Escolhi pela praticidade. Eu estava pra consultar desde o ano passado, mas não agendei por medo das filas. Mas uma amiga me avisou do aplicativo e baixamos juntas e já conseguimos marcar. Bem mais prático. Trabalho no período da tarde e foi bem melhor do que vir duas vezes aqui — destaca Jucy.

Segundo o gerente da Atenção Básica da Secretaria de Saúde, como este é um projeto piloto, o período serve para verificar as dificuldades e o que se pode melhorar.

— O próximo passo é trabalhar mais a divulgação dentro das unidades – explica ele ao relatar que muitas das demandas que chegaram dos usuários foram em relação a como usar o aplicativo.

As sugestões e reclamações dos usuários estão chegando via conselho de saúde, mas podem ser feitas também na ouvidoria da saúde 156 – opção 2 – ou no e-mail ouvidoriasemus@blumenau.sc.gov.br.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDupla é detida furtando fiação elétrica na Itoupavazinha, em Blumenau https://t.co/ySFt0VAFa0 #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaTia e sobrinha morrem em acidente em Rio dos Cedros; segundo a PM, motorista estava embriagado https://t.co/3zinKNdSmA #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca