Vacinação contra gripe é prorrogada até o dia 8 de junho - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Saúde29/05/2018 | 18h09Atualizada em 29/05/2018 | 18h11

Vacinação contra gripe é prorrogada até o dia 8 de junho

A decisão é reflexo das dificuldades de mobilidade enfrentadas pela população nos últimos dias

  

 Blumenau - SC - Brasil - 12052018 - Dia D de vacinação contra a gripe nos postos de saúde.
Somente em Blumenau mais de 25 mil pessoas dos grupos de risco ainda precisam se imunizarFoto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

A Secretaria de Estado da Saúde anunciou no fim da tarde desta terça-feira a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe influenza em toda Santa Catarina. A decisão foi tomada com base nas dificuldades de mobilidade enfrentadas pela população nos últimos dias, reflexo da paralisação dos caminhoneiros.

Segundo o diretor de Vigilância Epidemiológica do Estado, Eduardo Marques Macário, a situação será monitorada ao longo dos próximos dias e serão promovidas outras ações para garantir que todas as pessoas pertencentes aos grupos prioritários para a vacinação tenham acesso à vacina. Em nota, o Governo do Estado afirmou que a paralisação dos caminhoneiros não afetou a logística de distribuição do medicamento.

A dose é gratuita e está disponível nos postos de saúde com sala de vacinação para os grupos prioritários da campanha (idosos, gestantes, puérperas, indígenas, crianças, profissionais da saúde, professores, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além de portadores de comorbidades). As pessoas devem procurar as unidades no horário de atendimento de cada uma delas. 

Somente em Blumenau mais de 25 mil pessoas dos grupos de risco ainda precisam se imunizar. Elas podem se dirigir também os sete Ambulatórios Gerais da cidade, que estão com as salas de vacinação atendendo até as 21h exclusivamente para a imunização da população. 

No município a maior cobertura vacinal continua sendo registrada entre os idosos, com 101,6%, ou seja, já acima do estimado inicialmente. Na sequência aparecem professores (81%) e puérperas (74%). Os menores índices são verificados entre gestantes (57,5%), trabalhadores da saúde (60,1%) e crianças (63,7%).

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem morre afogado em cachoeira de Botuverá   https://t.co/AErKYIghtEhá 9 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaDefesa de João de Deus pedirá que ele cumpra prisão domiciliar  https://t.co/ZoWctRXW60há 9 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca