Mais de 152 mil catarinenses da zona rural devem ser vacinados contra a febre amarela   - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Prevenção contra o vírus15/06/2018 | 11h52Atualizada em 15/06/2018 | 11h52

Mais de 152 mil catarinenses da zona rural devem ser vacinados contra a febre amarela  

Ampliação da imunização começa neste sábado no Estado; no total serão 41 municípios englobados até outubro

Mais de 152 mil catarinenses da zona rural devem ser vacinados contra a febre amarela   Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

A vacinação da febre amarela, aos poucos, começa a ser ampliada em Santa Catarina. A partir deste sábado começa uma ação para intensificar a imunização no Norte do Estado. Será vacinada a população rural de 11 municípios. Até outubro, estão previstas três etapas para vacinar 152,4 mil catarinenses em 41 cidades. 

A medida faz parte da ampliação para todos os municípios brasileiros, que foi anunciada em março pelo Ministério da Saúde. Essa amplificação gradativa inicia neste mês em SC e pode ser concluída até abril de 2019. Até o momento, não há registro de circulação do vírus da febre amarela em SC.  

Nesta primeira etapa, que começa neste sábado, dia 16, e segue até 17 de julho, serão vacinadas pessoas em Porto União, Irienópolis, Canoinhas, Três Barras, Mafra, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Campo Alegre, Joinville, Garuva e Itapoá. A gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de SC, Vanessa Vieira da Silva, explica que agentes de saúde desses municípios irão passar de casa em casa na área rural:

— A definição foi pactuada em bipartite e vai ser executado casa a casa, mas o município  define como vai articular e em que momento neste período. Eles farão a verificação de caderneta e vacinação das pessoas que estejam suscetíveis, porque são as pessoas que estão na área mais próxima do corredor ecológico, que pode vir a ter casos de doença em macacos ou circulação do vírus da febre amarela. 

Em Joinville, por exemplo, este sábado, dia 16, será o dia D da Vacinação. Das 8h ao meio-dia, 20 unidades de saúde estarão abertas para atender o grupo prioritário da área rural, ou seja, bebês de nove meses a adultos até 59 anos. No total, esse grupo representa 14 mil pessoas só em Joinville.

Cidades do Vale do Itajaí e Litoral Norte também fazem parte nas próximas etapas

Entre setembro e outubro, mais 30 municípios também irão vacinar a população em área rural. Dentre essas cidades estão Pomerode, Blumenau, Balneário Camboriú, Itajaí e Brusque. Essas cidades foram definidas por estarem mais próximas ao chamado corredor ecológico em que há mais possibilidade de circulação do vírus.

Vanessa explica que será definido em reunião com o Ministério da Saúde no final de junho como irá funcionar a ampliação para toda população catarinense. No total, precisam ser imunizados mais 4 milhões catarinenses, por isso, a ação deve ser feita em etapas e priorizando as áreas de maior risco. 

Importante lembrar que a vacinação de febre amarela é recomendada  para quem vai viajar a áreas de risco e para todos os bebês de nove meses. Os moradores das, 162 municípios catarinenses , que fazem parte da área de recomendação, também devem se vacinar. Nestas cidades, segundo a Dive-SC, a taxa de cobertura atual é de 65%, sendo que o ideal é 95%. 

Para se vacinar, basta procurar o posto de saúde mais próximo.  Alguns grupos, como crianças menores de nove meses e pessoas com alergia grave a ovo, não devem tomar a vacina. 

Confira quais serão os municípios que vão vacinar a população em área rural:

1ª etapa
Data
: 16 de junho a 17 de julho
Municípios: Porto União, Irienópolis, Canoinhas, Três Barras, Mafra, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Campo Alegre, Joinville, Garuva e Itapoá
Doses: 49.755

2ª etapa
Data:
1º a  30 de setembro
Municípios: Corupá, Rio dos Cedros, Jaraguá do Sul, Schroeder, Pomerode, Blumenau, Massaranbuba, Guaramirim, Luiz Alves, São João de Itaperiú, Barra Velha, Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul
Doses: 52.791

3ª etapa
Data:
1º a 30 de outubro
Municípios: Doutor Pedrinho, Benedito Novo, Timbó, Rodeio, Ascurra, Indaial, Guabiruba, Gaspar, Ilhota, Navegantes, Balneário Piçarras, Penha, Brusque, Itajaí, Camboriú e Balneário Camboriú.
Doses: 49.937 

Situação da febre amarela em SC

Desde o início deste ano, um caso da doença foi confirmado, que foi a morte da moradora de Gaspar em janeiro, mas a doença foi contraída em viagem a São Paulo. No ano passado inteiro, foram 17 casos suspeitos em SC, todos descartados.  Santa Catarina também já registrou três casos de reação à vacina contra febre amarela.

Quem não pode tomar a vacina

Crianças menores de nove meses, mulheres amamentando crianças menores de seis meses, pessoas com alergia grave ao ovo, pessoas que vivem com HIV, pessoas em tratamento com quimioterapia ou radioterapia, portadores de doenças autoimunes. 

Quem deve ter avaliação antes de tomar

Idosos, pessoas que terminaram tratamento com quimioterapia, gestantes, pessoas em uso de corticoides.

Febre amarela: perguntas e respostas sobre a doença

Mapa com municípios (em verde) de SC que fazem parte da atual Área com Recomendação de Vacina:

Foto: Dive / Divulgação


Clique aqui e confira os municípios de todo o Brasil que integram a Área com Recomendação de Vacina


Leia também:

Ministério da Saúde estende vacinação da febre amarela para todos municípios de SC 

Febre amarela: perguntas e respostas sobre a doença

Mudanças no calendário: bebês de 9 meses devem tomar vacina contra febre amarela em SC

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenauenses levam doações para morador de rua aguardado por cães em porta de hospital  https://t.co/Jj6fz0bCKShá 53 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem morre afogado em cachoeira de Botuverá   https://t.co/AErKYIghtEhá 2 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca