Falta de manutenção de ponte na BR-470 é questionada por empresários do Alto Vale - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Infraestrutura05/07/2018 | 13h07Atualizada em 05/07/2018 | 13h07

Falta de manutenção de ponte na BR-470 é questionada por empresários do Alto Vale

Associação Empresarial de Rio do Sul cobra a liberação de verbas para recuperação de estrutura que liga os municípios de Apiúna e Ibirama, na rodovia federal

Falta de manutenção de ponte na BR-470 é questionada por empresários do Alto Vale Cleber Stassun/Arquivo Pessoal
Estrutura instalada no Km 111 da BR-470 liga os municípios de Apiúna e Ibirama Foto: Cleber Stassun / Arquivo Pessoal

A lista é grande: junta danificada, desplacamento do concreto, fissuras profundas, ferragem a mostra e por aí vai. Os problemas constam em um relatório técnico apresentado à Associação Empresarial de Rio do Sul (Acirs). Os empresários temem pela estrutura da ponte e a interdição total da BR-470. Fato que afetaria não apenas o Alto Vale, já que a rodovia serve como corredor para escoar a produção de empresas de diversas regiões do Estado.

– Vamos mobilizar o setor produtivo de Santa Catarina já que o colapso desta ponte poderia afetar grande parte da economia de Santa Catarina, como já aconteceu em maio de 2009 – alerta o presidente da Acirs, Amandio João da Silva Júnior.

Com 202 metros de comprimento, a obra está localizada em região montanhosa e tem traçado em curva. Cerca de 11 mil veículos trafegam diariamente pela estrutura, segundo dados de 2016 do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A rota alternativa para o tráfego apontada no laudo técnico seria a Estrada Geral de Subida, onde outra ponte cruza o Rio Itajaí-Açu, próximo a Usina Hidrelétrica de Salto Pilão.

O engenheiro responsável pelos serviços de manutenção da superintendência do Dnit em Santa Catarina, Gustavo Moreira, informou que tem recomendado obras no local desde 2016 e que o órgão reservou pelo menos R$ 1 milhão para executar esses serviços este ano. Mas isso depende de Brasília.

Em nota enviada à reportagem, a assessoria da comunicação do Dnit informou que a estrutura instalada no Km 111 da BR-470 integra o Programa de Reabilitação de Obras de Arte Especiais (Proarte), que visa recuperar 2,5 mil pontes e viadutos em todo o país, e que até setembro o órgão deve finalizar o anteprojeto das obras. A partir daí, será possível fazer a licitação da empresa que vai fazer o projeto e executar as obras.

*Com informações de Eduardo Cristófoli, da NSC TV

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau supera Joinville e conquista o quarto título da Olesc  https://t.co/JFTGP19eRxhá 9 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCriminosos quebram parede e arrombam cofre de farmácia na Itoupava Central em Blumenau  https://t.co/VQFH0Vgu8ghá 15 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca