Homem de 60 anos morre após acidente envolvendo motorista com sinais de embriaguez  - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Itajaí01/09/2018 | 16h53Atualizada em 02/09/2018 | 21h00

Homem de 60 anos morre após acidente envolvendo motorista com sinais de embriaguez 

O motorista que provocou o acidente tentava fugir da polícia. Ele foi preso, mas acabou solto poucas horas depois

Homem de 60 anos morre após acidente envolvendo motorista com sinais de embriaguez  Divulgação/Polícia Militar de Itajaí
Foto: Divulgação / Polícia Militar de Itajaí

Patrícia Silveira, NSC TV

Luiz Henrique Custódio, de 60 anos, era dono de uma lanchonete e tinha seis filhos e seis netos. Ele morreu após se envolver em um acidente de trânsito na madrugada de sábado. Ele estava indo para casa, às 2h30min, em um Peugeot depois de uma noite de trabalho, quando cruzou com uma Mercedes em uma avenida de Itajaí. O motorista da Mercedes era Daniel de Azevedo dos Santos, 42 anos, que estaria fugindo da polícia. Uma câmera de monitoramento filmou parte da fuga. A perseguição teria começado porque os policiais perceberam que ele fazia manobras perigosas. Segundo a Polícia Militar, o carro dele teria chegado a 200 km/h durante a fuga. Um outro motorista, que não quis ser identificado, precisou desviar do carro de Daniel e viu o acidente acontecer. 

– Percebi que o carro passou em alta velocidade na lombada. Olhei pelo retrovisor, deu fagulhas no chão. Então, no momento que ele se aproximou, retirei meu carro pra direita. Ele atingiu um  Peugeot. No momento que houve a colisão, o Peugeot foi arremessado até o canteiro e na colisão com o canteiro ele capotou duas ou três vezes, deslizou, com os pneus pra cima, e a Mercedes bateu no poste – conta o motorista.

Depois da colisão, o motorista que provocou o acidente teria fugido a pé. Segundo o relatório da PM, ele continuava agitado e resistia a prisão. Ele foi algemado e, ainda assim, teria tentado subornar os policiais.

A polícia diz que não conseguiu fazer o teste do bafômetro por causa da agitação do motorista, que precisou ser sedado pelo Samu. Ele teve ferimentos leves e foi levado para o hospital, onde teria ficado escoltado até o início da manhã. Quando recebeu alta, a polícia levou o homem para a delegacia para responder por homicídio culposo, resistência, desobediência, tentativa de suborno e por ter deixado de prestar socorro à vitima. Mesmo assim, ele foi liberado pela Polícia Civil e vai responder em liberdade. A reportagem tentou contato com a defesa de Daniel, mas ninguém foi localizado até o momento.

- Nós estamos num país que não tem justiça. Não tem cabimento um negócio desse. Ninguém se importa com a família que teve a perda de uma pessoa que trabalhava. Uma pessoa com o coração muito limpo. Não media esforço pra ajudar ninguém. Aí vem uma pessoa que não tem responsabilidade e faz uma porcaria dessa - lamenta Fátima da Rosa, amiga da vítima.


Em Itajaí teve um acidente com vítima fatal, foi dentro da cidade./ Foi por volta das 2h30 da manhã./ Um homem de 66 anos morreu depois que um carro que fugia da polícia bateu no carro dele./ De acordo com a polícia militar eles tentavam abordar o motorista da mercedes porque ele tava fazendo manobras perigosas./ Na fuga ele teria passado dos 200KM por hora./ Depois do acidente ele foi abordado, tentou subornar os policiais e foi confirmada a embriaguez./ Ele teve ferimentos leves e foi levado ao hospital e depois foi preso.//
Foto: Divulgação / Polícia Militar de Itajaí


 
Jornal de Santa Catarina
Busca