Quadrilha é condenada a 88 anos de prisão por tráfico no Vale do Itajaí - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Polícia19/09/2018 | 16h55Atualizada em 19/09/2018 | 18h46

Quadrilha é condenada a 88 anos de prisão por tráfico no Vale do Itajaí

Jornal de Santa Catarina
Jornal de Santa Catarina

Cinco homens e uma mulher foram condenados a uma pena total de mais de 88 anos de prisão pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico no Vale do Itajaí.  O grupo comercializava drogas em cinco municípios da região e foram detidos com quase 1,4 tonelada de maconha e R$ 21,8 mil em espécie, em junho de 2017. Um dos líderes do grupo também foi condenado pelo crime de porte ilegal de arma de uso restrito.

O juiz Gilberto Gomes de Oliveira Júnior, titular da Vara Criminal de Navegantes, responsável pela condenação, considerou que a associação criminosa trabalhava como uma empresa. Segundo a denúncia do Ministério Público, os condenados planejavam abrir uma empresa de transportes para "esquentar a carga". A quadrilha foi desarticulada com base em uma denúncia anônima de tráfico de drogas à Divisão de Investigação Criminal da Polícia Civil.

Trecho da BR-470 em Ilhota funciona em sistema siga e pare nesta quarta-feira

VÍDEO: pedestre é atropelado em frente a shopping em Blumenau

Flagrante

A operação ocorreu em junho de 2017. Com o endereço do suposto depósito, os policiais montaram campana e flagraram um caminhão-baú chegando com uma grande quantidade de pacotes. Também ficou comprovado que havia um homem escoltando a carga. No depósito, os policiais realizaram a apreensão de 1,139 tonelada de maconha, além de 250 quilos em um veículo. 

Foram presos em flagrante o motorista do caminhão, o batedor, o segurança do esconderijo e dois financiadores da maconha. Um dos donos da droga possuía uma pistola 9 mm, de uso restrito das Forças Armadas. Foram apreendidos quatro veículos, um deles importado. Seis dias após o flagrante, a esposa de um dos financiadores, que havia assumido a venda das drogas, também foi presa pelos mesmos crimes em razão de anotações encontradas em sua residência.  

Leia mais:

Justiça proíbe autorizar loteamentos em áreas com alto risco de inundação

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau e região amanhecem com falta de energia após a trovoada desta quarta-feira https://t.co/6vLPMkIQHNhá 6 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCarreta sem freio atinge dois veículos em parada de fiéis na BR-470, em Pouso Redondo https://t.co/qOJw2dSDiAhá 6 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca