Vídeo: Policiais militares de Balneário Camboriú resgatam cachorros em encosta - Geral - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Caninos encrenqueiros14/09/2018 | 18h22Atualizada em 14/09/2018 | 18h22

Vídeo: Policiais militares de Balneário Camboriú resgatam cachorros em encosta

PM montou uma pequena operação para salvar os animais

Vídeo: Policiais militares de Balneário Camboriú resgatam cachorros em encosta Denício Francisco Rosa/Divulgação
Trabalho durou cerca de 30 minutos. Foto: Denício Francisco Rosa / Divulgação

Eles usavam belas roupinhas, é verdade, mas longe de estarem confortáveis. Desbravadores como o são-bernardo Bethoven ou então como Milu, o melhor amigo de Tintim, os dois até conseguiram descer parte do penhasco próximo ao Colégio Estadual Higino Pio, mas não conseguiram subir novamente. O mau tempo deixou a terra escorregadia demais para as patas serem capazes de levá-los ao topo do pequeno morro que fica ao lado do 12º Batalhão de Polícia Militar de Balneário Camboriú.

E foi por ouvir os latidos dos dois encrenqueiros de quatro patas que policiais militares perceberam que algo não estava bem na tarde desta sexta-feira entre a dupla canina. E quando os agentes perceberam que ambos não conseguiam se desvencilhar do labirinto imposto pela encosta, montaram uma verdadeira operação de resgate para tirá-los de lá. Quatro PMs que integram a equipe do canil da corporação trabalharam durante cerca de 30 minutos para tirar os fuxiqueiros da lama – literalmente.

Policiais militares de Balneário Camboriú fazem operação para resgatar cachorros
Equipe que fez o resgata dos cachorrinhos.Foto: Denício Francisco Rosa / Divulgação

No trabalho – liderado pelo subtenente Acosta, pelos cabos Soares e Roveda, e pelo soldado Vinícius –, um policial militar desceu amarrado em uma corda enquanto outros três deram suporte no topo do desfiladeiro que tem cerca de 30 metros de altura. O resgate foi tranquilo e ambos estão saudáveis (confira no vídeo abaixo).

Os dois cachorros foram levados à ONG Viva Bicho, em Balneário Camboriú, onde receberam a atenção de veterinários e voluntários. Por eles estarem com roupinha e serem de raça, a PM supõe de que ambos tenham dono, mas até agora ninguém se manifestou para buscá-los. Informações podem ser obtidas no telefone da ONG: (47) 3263-1020.


 
Jornal de Santa Catarina
Busca