Cinemas de Blumenau revelam como lidam com reclamações dos clientes. Procon orienta a resolver problemas com a própria gerência - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Direitos do consumidor11/04/2014 | 07h02

Cinemas de Blumenau revelam como lidam com reclamações dos clientes. Procon orienta a resolver problemas com a própria gerência

O Santa procurou o Arcoplex, o Cinépolis e o GNC para saber como funciona o relacionamento com o consumidor em caso de crise

O Santa conversou com os cinemas de Blumenau para saber como procedem em casos de reclamações dos clientes em relação ao serviço prestado. Confira:

Arcoplex

O Arcoplex Cinemas do Shopping Park Europeu afirma que dialogar é a saída mais comum para resolver problemas. A subgerente Camila Hostin diz que o cinema faz questão de devolver o dinheiro quando há falha do cinema: se o áudio está ruim ou o rolo de filme arrebenta, por exemplo. Mas certas regras, como a proibição de lanches que não foram comprados na bombonière, são políticas internas da empresa. Para Camila, seria interessante que houvesse leis específicas para o cinema no Código de Defesa do Consumidor:

— Assim nos sentiríamos mais seguros sobre o que fazer e o cliente saberia quais são os seus direitos.

Reclamações podem ser feitas pessoalmente, com a gerência do Arcoplex, ou pelo site da empresa.

Cinépolis

Allan Alexandre Dorneles Gomes, subgerente da Cinépolis de Blumenau, no Norte Shopping, diz que grande parte dos clientes reclama pelo direito de devolver ou trocar ingressos. Sobre os atrasos, Gomes explica:

— Nosso cinema é 100% digital, então o filme tem um relógio próprio. Às vezes, foge do nosso controle saber se aquele horário é o mesmo que está marcado no relógio do cliente que foi assistir ao filme.

Em se tratando de reembolsos, Gomes diz que o cinema só devolve o dinheiro do consumidor em casos extremos — se o filme tiver alguma falha e a exibição for interrompida, por exemplo. Ele sugere o Fale Conosco, central de reclamações no site da empresa, como uma saída para manifestar algum tipo de insatisfação. A empresa promete retornar em até 48 horas.

GNC

O GNC Cinemas foi procurado, mas não retornou às ligações e ao e-mail enviado pela reportagem até o fechamento desta edição.

O que diz o Procon

De acordo com Alexandre Caminha, diretor do Procon de Blumenau, não há registros de reclamações contra os cinemas da cidade. O cliente insatisfeito deve procurar o órgão se tiver sido lesado.

— Primeiro se reclama com a administração do estabelecimento. Por obrigação, todos devem ter um Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). Depois de formalizada a queixa, vai haver um prazo para que a empresa resolva o problema. Se esse prazo não for cumprido, aí, sim, ele pode acionar o Procon — diz Caminha.

Outra recomendação é guardar o número do protocolo da reclamação, como prova de que o cliente procurou seus direitos junto à empresa. Depois de notificado pelo órgão, o cinema será legalmente orientado a reembolsar o cliente.

JORNAL DE SANTA CATARINA

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaÀs 18h, os brinquedos da Planetapeia vão percorrer os setor do Parque Vila Germânica. Às 19h será a vez de atrações… https://t.co/hdgiMphZqbhá 5 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaO desfile na Rua XV de Novembro, no Centro de Blumenau, está cancelado, mas algumas das atrações vão circular pelos… https://t.co/tTOVJw7lewhá 5 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca