Kate Moss cria agência de modelos - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Moda20/09/2016 | 08h44Atualizada em 20/09/2016 | 08h44

Kate Moss cria agência de modelos

Com a Kate Moss Agency (Agência Kate Moss), a supermodelo afirmou em entrevista que pretende "criar estrelas"

Kate Moss cria agência de modelos Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução

A britânica Kate Moss criou a própria agência de modelos depois de deixar a empresa que a descobriu quando tinha 14 anos, informou a Business of Fashion nesta terça-feira, dia em que termina a Semana de Moda de Londres.

– Eu não procuro realmente as pessoas bonitas, quero pessoas que desejam cantar, dançar e atuar. Quero criar estrelas – disse a modelo de 42 anos em uma de suas raras entrevistas, depois de deixar a agência Storm Models.

Leia mais
Porto Alegre lidera atos contra o uso da pele de animais em vestimentas
Gisele Bündchen será apresentadora de programa sobre mudanças climáticas 
Conheça a modelo carioca de 18 anos que deixou Mick Jagger babando

A nova empresa tem um site e contas no Twitter e Instagram, apesar da aversão de sua proprietária às redes sociais.

– Eu quero me concentrar mais em administrar as carreiras das pessoas do que em apenas uma agência de modelos – completou Moss.

A londrina Kate Moss, filha de uma garçonete e um agente de viagens, foi recrutada para o mundo da moda por acaso no aeroporto Nova York. Ela é uma das poucas modelos populares nos anos 1990 cuja carreira ainda é lucrativa. Na entrevista, a Business of Fashion afirma que a Agência Kate Moss (Kate Moss Agency) "poderia transformá-la de supermodelo em mulher de negócios em desenvolvimento".

Moss é a 12ª modelo mais bem paga do mundo. Ela recebeu 4,5 milhões de dólares (4 milhões de euros) no ano fiscal encerrado em junho de 2015, segundo a revista americana Forbes.

Em uma demonstração de sua longevidade, Moss foi recentemente a imagem da Calvin Klein, mais de duas décadas depois de posar pela primeira vez para a marca.

A modelo ganhou fama nos anos 1990 e chegou a ser considerada o símbolo da "heroin chic", uma tendência que enaltecia as drogas e a anorexia. Apesar de alguns escândalos – incluindo fotos em que supostamente aparecia consumindo cocaína –, sua imagem não perdeu o poder de atração.

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaSC Que Dá Certo encerra primeira edição com resultados positivos e sucesso de público  https://t.co/r7zQlLXXxm #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaTRE confirma candidatura de Clésio Salvaro à prefeitura de Criciúma https://t.co/FZTpWvUoAH #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros