Monica Iozzi é condenada a pagar multa de R$ 30 mil a ministro do STF - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Opiniões fortes03/10/2016 | 11h22Atualizada em 03/10/2016 | 16h33

Monica Iozzi é condenada a pagar multa de R$ 30 mil a ministro do STF

Gilmar Mendes foi criticado por apresentadora ao conceder habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, condenado por estupros

Monica Iozzi é condenada a pagar multa de R$ 30 mil a ministro do STF TV Globo/Divulgação
Monica Iozzi criticou decisão de Gilmar Mendes no Instagram: "Se um ministro do STF faz isso... Nem sei o que esperar..." Foto: TV Globo / Divulgação

A apresentadora e atriz Monica Iozzi foi condenada a pagar uma multa de R$ 30 mil ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes por causa de uma publicação em sua conta no Instagram, feita em maio. Na publicação, Monica reproduziu a notícia de que Mendes concedeu habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, condenado por 58 estupros de pacientes, com a mensagem: "Se um ministro do Supremo Tribunal Federal faz isso... Nem sei o que esperar..." e uma frase em cima do rosto do ministro que diz "cúmplice?".

Leia mais:
Ex-marido de Fernanda Gentil posta foto com apresentadora e o filho
Alec Baldwin satiriza Donald Trump no Saturday night live
Kim Kardashian é rendida e tem joias roubadas avaliadas em U$S 11 milhões

Gilmar Mendes abriu processo contra Monica Iozzi pedindo indenização por danos morais. Além da multa, a atriz deve arcar com os custos do processo e os honorários advocatícios. O juiz Giordano Resende Costa, responsável pelo processo, concluiu, em 21 de setembro, que Monica podia opinar, mas não "violar a dignidade, a honra e a imagem" de Mendes. Ele avaliou ainda que a apresentadora é uma pessoa pública e, por isso "sua liberdade de expressão deve ser utilizada de forma consciente e responsável". Na decisão, Giordano diz ainda que o texto de Monica sugere "cumplicidade (de Gilmar Mendes) ao crime de estupro, tornando questionável o seu caráter e imparcialidade na condição de julgador, fato suficiente para atingir a sua honra e imagem".

O ex-médico Roger Abdelmassih, de 72 anos, foi condenado a 181 anos de prisão por crimes de estupro e manipulação genética irregular. Atualmente, ele cumpre pena no presídio de Tremembé, interior do Estado de São Paulo. Em 2010, foi condenado a 278 anos de prisão, mas não cumpriu pena graças ao habeas corpus do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que deu a ele o direito de responder em liberdade. Em 2011, o habeas corpus foi revogado, mas Abdelmassih não se apresentou à polícia e passou a ser procurado como foragido. Foi achado pela Polícia Federal em 2014, morando no Paraguai. No mesmo ano, sua pena foi reduzida para 181 anos, 11 meses e 12 dias pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.

Monica Iozzi costuma externar suas opiniões políticas nas redes sociais. Seu post mais recente no Instagram é uma imagem do candidato a prefeito no Rio de Janeiro Marcelo Freixo, do PSOL. Recentemente, ela publicou imagens relacionadas a Aécio Neves, Eduardo Cunha e principalmente ao governo de Michel Temer.

Se um ministro do Supremo Tribunal Federal faz isso... Nem sei o que esperar...

Uma foto publicada por Monica Iozzi (@monica.iozzi) em


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPedro Machado: a Chapecoense é uma unanimidade https://t.co/w9WYf5SyKn #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Pode-se tentar calar o juiz, mas nunca se conseguirá calar a Justiça", reage Cármen Lúcia https://t.co/JZDSmNAMoY #LeiaNoSantahá 3 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros