Árabe com maracatu: trio carioca Os Camelos faz turnê por Florianópolis  - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Combinação boa!23/12/2016 | 15h46Atualizada em 23/12/2016 | 15h46

Árabe com maracatu: trio carioca Os Camelos faz turnê por Florianópolis 

Grupo mistura ritmos orientais, africanos e brasileiros com jazz. Maratona de apresentações começa neste sábado e segue por casas do circuito alternativo da cidade

Árabe com maracatu: trio carioca Os Camelos faz turnê por Florianópolis  Awb Fotografia/Divulgação
Os Cariocas fará primeira turnê fora do Rio de Janeiro em Santa Catarina Foto: Awb Fotografia / Divulgação

Se a sociedade ainda precisa (e gaba-se) de rótulos, a música vai desapegando-se mais e mais de estereótipos e lugares-comuns para ser universal. Contemplativo e dançante, o som de Os Camelos, trio carioca ainda desconhecido pelo Sul do Brasil mas que é a novidade da cena instrumental do Rio, combina referências árabes numa fusão de música brasileira, oriental, africana e jazz. Eles fazem a primeira turnê por Florianópolis a partir de sábado num circuito alternativo de bares e casas noturnas da cidade — que, ainda bem, trazem um sopro de originalidade diante das mesmas atrações de sempre dos clubes do mainstream.

O projeto nasceu no final de 2013, quando Fabióla (sax) e Glauber Airola (djembe e derbake) formaram um duo. A ideia era tocar nas ruas e levar música contemplativa para ajudar as pessoas a lidarem com o caos urbano. Dos trens, metrôs e esquinas eles ganharam fama nas redes sociais.

A partir daí pintaram convites para tocar em galerias e eventos — entre eles a popular Festa Balkanica do Beco das Artes, na Praça Tiradentes, local onde estão dois centros de artes importantes do Rio. De convidados passaram a residentes e ajudaram a ressignificar a região, até então degradada e conhecida pela alcunha de Beco das Putas.  

Em março deste ano eles lançaram o primeiro disco, Ampulheta, com show no Disco Voador. Foi aí que o terceiro integrante chegou, o contrabaixista Leonardo Contreiras, que em princípio faria apenas participação em duas músicas e acabou fazendo parte do trio.

Os Camelos - Mórra (ao vivo na Vizinha 123) 720p from Jovelina Filmes on Vimeo.

Brasil das Arábias

Os shows do trio Os Camelos sugerem uma caravana por lugares inóspitos no deserto do Oriente Médio, com uma paradinha no Brasil e na África ao som de jazz. É essencialmente instrumental, mas de tempos em temos algum poema é recitado. A referência da sonoridade árabe vem da identificação natural dos músicos com o pensamento zen e oriental:

—Nos identificamos com a filosofia oriental porque ela prima não só pelas ideias, mas também pela prática. E essa influência, para além do intelectual, acabou chegando em nossa música. No começo o som era mais contemplativo, mas depois dos shows e da onda balcânica, formos incorporando ritmos mais dançantes — diz o saxofonista Fabióla.

O nome Os Camelos foi inspirado no trabalho de sol a sol e também nos companheiros de jornada nos trens, os camelôs.

PROGRAME-SE:

Sábado, 22h
Onde: Taliesyn Rock Bar (Rua Victor Meirelles, 112, Centro)
Quanto: R$ 10
Informações: (48) 9616-6372

Dia 27, às 18h, e dia 31, às 17h
Onde: Natural Veggie Hostel (Rua Rio Ponche, 775, Rio Vermelho)
Quanto: R$ 20
Informações: (48) 3236-1233

Dia 29, às 19h30min
Onde: La Cave (Rua Altamiro Guimarães, 260, Centro)
Quanto: R$ 15
Informações: (48) 3037 2828

Dias 5 e 6/1, a partir das 18h
Onde: Blue Bird Bar (Av. Mauro Ramos, 1.765, Centro)
Quanto: R$ 10
Informações: (48) 3039-0025

Dia 7/1, 20h30min
Onde: Botequim Floripa (Avenida Rio Branco, 632, Centro)
Quanto: R$ 10
Informações: (48) 3333-1234

Leia também
Programação no CIC terá cinema, humor, teatro, artes visuais e até Mart'nália
Moderno e com novas tecnologias, Museu Histórico de Itajaí reabre ao público 

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaComando local pretende aguardar próximas etapas para avaliar impacto na cidade https://t.co/8OK3JXzVx8 #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaSudão do Sul alerta que quase metade de sua população passa fome https://t.co/se1rzRT2kG #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros