"The voice Brasil" chega à final com quatro cantores que representam a diversidade da música brasileira  - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

A batalha final29/12/2016 | 07h03Atualizada em 29/12/2016 | 10h39

"The voice Brasil" chega à final com quatro cantores que representam a diversidade da música brasileira 

A versatilidade, uma marca do programa em 2016, está clara no line-up da final: Dan Costa, Danilo Franco, Afonso Capello e Mylena Jardim

"The voice Brasil" chega à final com quatro cantores que representam a diversidade da música brasileira  TV Globo/Divulgação
Dan Costa, Danilo Franco, Afonso Capello e Mylena Jardim disputam o prêmio da quinta edição do reality show musical  Foto: TV Globo / Divulgação

Se tem como intenção ser um resumo do que a música brasileira pode representar culturalmente, o reality show The voice Brasil chega ao final de sua quinta temporada nesta quinta-feira (RBS TV, 22h15min) com um bom mosaico de vozes, gêneros e estilos musicais que fazem jus ao nome do programa. Esta edição foi considerada pelos jurados Lulu Santos, Michel Teló, Claudia Leitte e Carlinhos Brown a mais diversificada até agora. Enquanto o "gatonejo" de voz perfeita Dan Costa e a lacradora Mylena Jardim surgem como favoritos, Afonso Capello, com suas incursões no cancioneiro italiano, e o soulman Danilo Franco correm por fora em busca da consagração.

Leia mais:
"The voice Brasil": ZH fará cobertura em tempo real da final nesta quinta 
Quem são os quatro finalistas do The voice Brasil
Saiba por onde andam os vencedores das edições anteriores do reality
Lumi faz balanço do The voice: "Uma das melhores experiências que já vivi"

A versatilidade foi uma marca do programa em 2016. Estrangeiros como o nigeriano-gaúcho Lumi e seu balanço e o cubano Alexey com sua alegria tipicamente latina deram ao programa novos tons. Não que os competidores brasileiros não tenham apresentado características surpreendentes: a gaúcha Cristyéllem Camargo talvez seja o caso mais emblemático, com seu projeto de resgate da música brasileira das décadas de 1930 e 1940. Não é à toa que, principalmente na semifinal, foi notável a dificuldade dos técnicos em eliminar participantes.

Algumas novidades ajudaram a dar fôlego à quinta edição do reality: logo nos primeiros episódios, as batalhas dos técnicos tiveram como consequência um clima de maior rivalidade entre os times, situação que foi estimulada com a fase Remix, em que os jurados puderam usar o "Peguei!" para roubar um candidato eliminado por outro jurado. Além disso, a presença da supertécnica Ivete Sangalo, ainda que breve, agregou grande dose de carisma e popularidade ao reality.

– Nesta edição, tivemos duas novas etapas que mudaram completamente a nossa estratégia, nosso pensamento, nossa posição naquela cadeira. Olhando para trás, acho que foi o máximo essa mexida. Foi um puxão pelo cabelo nos jurados, rolou um novo The voice – avalia a técnica Claudia Leitte.

A final da competição será ao vivo, direto de uma casa de espetáculos na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Além dos finalistas, que cantarão sozinhos, o show terá apresentações especiais dos técnicos. O resultado será decidido pelo público, e a votação para a escolha do campeão já está aberta no site Gshow.

No episódio desta quinta, os quatro finalistas devem apresentar o que sabem fazer de melhor: Afonso Capello pode ou não apostar na música italiana, mas é certeza que vai surpreender logo na primeira nota grave. Dan Costa deve apostar no sertanejo, e contará muito com sua torcida organizada para ser o líder em votos. Danilo Franco, mais uma vez, deve receber os espíritos do funk norte-americano e soltar o vozeirão no palco. Mylena Jardim, se tivermos sorte, vai repetir o que fez na semana passada e apresentar uma performance poderosa. Na noite de quinta, enfim, o público vai ser responsável por decidir qual deles é o melhor representante da voz brasileira.

Por onde andam os vencedores das edições anteriores?

The voice Brasil 1 — Ellen Oléria

Vencedora da primeira edição do reality, a brasiliense lançou um CD sob contrato com a gravadora Universal e, em 2016, voltou a gravar um trabalho de forma independente: com Afrofuturista, Ellen Oléria continua apostando em ritmos brasileiros e africanos e em temáticas sociais, regionais e de gênero. A postura acabou rendendo à cantora espaço na TV, como apresentadora do programa Estação plural, da TV Brasil, ao lado do jornalista Fefito e de Mel Gonçalves, da Banda Uó.

The voice Brasil 2 — Sam Alves

Com contrato ainda em vigência com a gravadora Universal (um dos prêmios do reality), o cearense já lançou dois álbuns de estúdio. O mais recente, ID, foi lançado em 2015 e mostra um repertório de canções próprias que passeiam entre o português e o inglês — Sam foi criado desde os quatro anos nos Estados Unidos. Em entrevista recente, o cantor disse que "ganhar o programa serve como vitrine, mas depois daquilo você tem que ralar".

The voice Brasil 3 — Danilo Reis & Rafael

Centro de uma polêmica com Lulu Santos — após o programa, o técnico acusou a dupla de ter tirado uma composição dele, que teria sido dada de presente aos cantores, do CD, acusação que a dupla refutou —, Danilo Reis e Rafael anunciaram recentemente que "aquela dupla que cantava clássicos não existe mais": depois de lançar o CD Cúmplices do amor, a dupla agora deve apostar no sertanejo universitário.

The voice Brasil 4 — Renato Vianna

Desde que venceu o reality, o paulsita de 22 anos assinou contrato com o escritório da dupla sertaneja Fernando & Sorocaba e lançou, recentemente, o álbum Sua arte — que conta com participações da dupla e também de Michel Teló. Neste ano, o artista lançou também o EP Açúcar

The voice Brasil
Final do reality show nesta quinta-feira, às 22h15min, após a novela A lei do amor. RBS TV

 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPelo menos 11 pessoas são presas por embriaguez ao volante durante o fim de semana em Santa Catarina https://t.co/a0HykCT2sf #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"Estou viva!": Oscar exibe foto de mulher errada em homenagem póstuma https://t.co/6iytyg4CQy #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros