VÍDEO: cantora trans gaúcha Valéria Houston canta "Ne Me Quitte Pas" com francesa Zaz em Porto Alegre - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Francês com sotaque gaúcho29/03/2017 | 18h32Atualizada em 29/03/2017 | 18h44

VÍDEO: cantora trans gaúcha Valéria Houston canta "Ne Me Quitte Pas" com francesa Zaz em Porto Alegre

Convite para dueto partiu da francesa, que se apresentou nesta terça, no Auditório Araújo Vianna

O show da cantora Zaz, nesta terça-feira, no Araújo Vianna, contou com uma surpresa para o público gaúcho: a cantora Valéria Houston subiu ao palco no final da apresentação e, ao lado da francesa, emocionou a plateia com um dueto de Ne Me Quitte Pas

Leia mais:
Artistas LGBT conquistam espaços e trazem debate sobre gênero para a linha de frente da produção cultural
VÍDEO: "Falam que pessoas trans resistem, não vivem", afirma a cantora gaúcha Valéria Houston
MPBTrans: de Liniker a Pabllo Vittar, conheça o movimento musical que discute a diversidade sexual

De acordo com a gaúcha, o convite surgiu de maneira inesperada, após um jantar em que interpretou a canção para a cantora francesa. Valéria é trans e um dos mais importantes nomes da chamada MPBTrans, movimento de artistas que discutem questões de gênero e sexualidade em seus trabalhos. O repertório de canções francesas é uma das marcas da carreira de Valéria, a primeira mulher trans a ganhar o Troféu Mulher Cidadã em Porto Alegre, em 2016.

– Eu nunca tinha entrado no Araújo Vianna, não conhecia, foi uma coisa louca demais. Eu entrei e pensei: "Estou pisando no mesmo palco em que a Elis Regina já pisou!". Foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça. Fiquei impressionada com a magnitude do lugar e com o público.

Após a apresentação, que foi aplaudida no início e no fim, ambas trocaram palavras ao pé do ouvido. Valéria, que foi festejada por Zaz quando entrou no palco e durante toda a interpretação mostrou intimidade com a parceira, revela as palavras que trocou com a francesa:

– Ela foi de uma generosidade incrível. Passamos o som à tarde, ela sentada no chão, e a gente cantando juntas, de uma maneira muito tranquila. Depois da minha participação no show, quando a gente se abraçou, ela me agradeceu muito no ouvido, e eu respondi em francês: "Muito obrigada, em nome de todas as pessoas trans!".


 
 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaConheça os 45 filmes selecionados para o Festival Florianópolis Audiovisual Mercosul, o FAM 2017 https://t.co/yfYE9J42BB #LeiaNoSantahá 20 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVigilância Sanitária encontra preparação clandestina de cadáveres em Itapema https://t.co/w1j3FftsSE #LeiaNoSantahá 26 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros