Ocupação do Masc: Cena 11 Cia de Dança pela primeira vez participa de projeto no Museu de Artes de SC - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Dança e Artes Visuais19/07/2017 | 08h59Atualizada em 19/07/2017 | 09h04

Ocupação do Masc: Cena 11 Cia de Dança pela primeira vez participa de projeto no Museu de Artes de SC

A partir de quarta-feira, instituição recebe também obras do artista Paulo Gaiad na exposição "Atestado de Loucura"

Ocupação do Masc: Cena 11 Cia de Dança pela primeira vez participa de projeto no Museu de Artes de SC Cristiano Prim/divulgação
Vestígios do espetáculo SIM - ações integradas de consentimento para ocupação e resistência, de 2010 Foto: Cristiano Prim / divulgação

Ao voltar ao Centro Integrado de Cultura (CIC), lugar que ocupou por tantas vezes nos anos 1990, o Cena 11 desconstrói a ideia de encontrar o público em horário marcado e espaço delimitado, como num espetáculo apresentado no palco. A aclamada cia de dança contemporânea de Florianópolis é a convidada da segunda edição do Claraboia, projeto de comissionamento a artistas realizado pelo Museu de Artes de Santa Catarina (Masc), na Capital. Mas em vez de contemplação, o grupo convida à experiência. A abertura é hoje, quando também abre Atestado de Loucura, mostra póstuma de 40 obras de Paulo Gaiad (1954 - 2016).

Para o projeto Claraboia, o Cena 11 não planejou necessariamente uma exposição com ares de retrospectiva de sua trajetória de 24 anos — muito embora seja para um museu de artes —, afinal, quando se fala no grupo, fala-se também em sair do lugar comum e experimentar a surpresa. É a primeira vez que o Masc os recebe e a ação dentro do espaço é também uma novidade para o coletivo.

—Não passa pelo conceito de exposição e sim de uma ocupação - residência.  Para que a ideia de presença se faça com a experiência prática, não apenas contemplativa — diz o diretor artístico da cia, Alejandro Ahmed.

Espetáculo Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente, de 2007 Foto: Ver Descrição / Ver Descrição

Para isso, estão previstas ações coletivas e individuais de ocupação ao longo dos próximos três meses, com incursões dos bailarinos pelo museu. A intenção é deixar vestígios, propor interações cinéticas e sonoras e convidar o público a viver a experiência da pesquisa, inclusive a partir da experimentação do modo de aquecer da companhia.

Depois da estreia em maio na cidade natal de Protocolo Elefante, peça coreográfica que concluiu o projeto homônimo, iniciado em 2014, o Cena 11 já começou as primeiras ações de pesquisas de um novo trabalho — e o Projeto Claraboia faz parte disso.

Gaiad em retrospectiva

O Masc também inaugura hoje a mostra Atestado da Loucura, com obras do artista Paulo Gaiad. Os cerca de 40 trabalhos feitos em diferentes períodos estavam reunidos na casa-ateliê onde ele viveu e criou nos últimos 30 anos. Entre maio e junho deste ano, a equipe do Masc e profissionais contratados fizeram um trabalho de recuperação das obras, algumas afetadas por cupins e traças. 

Artista Paulo Gaiad em 2013 Foto: Roberto Scola / Agencia RBS

Paulista radicado em Florianópolis desde os anos 1980, Gaiad morreu em outubro de 2016, aos 63 anos. A exposição tem curadoria assinada pelo também administrador do museu, Josué Mattos, e pela curadora adjunta Édina de Marco.

— Nós trabalhamos exclusivamente com o que chamamos de fundo de ateliê, com as obras que ele deixou. Reconhecemos uma produção muito fértil de 2005, em função da pesquisa que ele fez com a obra Elogia da Loucura, de Erasmo de Rotterdam, que acabou dando título à série. Essa ideia de atestar algo que não é necessariamente reconhecido, fruto de uma experiência relativa que é indicar a loucura do outro a partir de um certo padrão de sanidade, pareceu um gesto curioso e por isso resolvemos trazer isso à tona — explica Mattos.

Um seminário, com a presença de pesquisadores de diferentes partes do Brasil, está previsto para outubro, finalizando um ciclo de debates iniciado por instituições como a Fundação Badesc, o Museu Victor Meirelles, o Museu de Escola Catarinense e a Udesc como forma de homenagear o artista um ano após sua morte.

AGENDE-SE

O quê: Exposição Atestado da Loucura, de Paulo Gaiad, e 2ª edição do Projeto Claraboia com Grupo Cena 11
Quando: quarta, às 19h30 (abertura). Visitação até 1º de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Onde: Sala Harry Laus do Masc, no CIC (Av. Irineu Bornhausen, 5.600, Agronômica, Florianópolis)
Quanto: gratuito

Leia também
Deborah Colker abre Festival de Dança com espetáculo-manifesto
Com direção de Maurício de Sousa, espetáculo da Turma da Mônica chega a Florianópolis em agosto

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaPolícia prende homem condenado por estupro de vulnerável em Brusque https://t.co/ZhJLJTUZmC #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaBaixa umidade relativa do ar em SC exige cuidados https://t.co/4b3j3FBxnr #LeiaNoSantahá 4 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros