Primeiro dia da 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis celebra a diversidade cultural  - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Levem seus pequenos01/07/2017 | 19h51Atualizada em 01/07/2017 | 19h55

Primeiro dia da 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis celebra a diversidade cultural 

Tradicional evento para crianças na Capital vai até o dia 9 de julho, no Teatro Pedro Ivo, com uma programação 100% gratuita

Tradicional evento para crianças na Capital vai até o dia 9 de julho, no Teatro Pedro Ivo, com uma programação gratuita Foto: Yasmine Holanda Fiorini / Agencia RBS

Luiza Lins, diretora da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, falou em entrevista ao DC essa semana sobre como é possível perceber o carinho que quem trabalha com crianças tem por elas. E era bem esse o clima da estreia do evento, neste sábado - o Teatro Pedro Ivo, que recebe a Mostra até o dia 9, transforma-se em um ambiente alegre, com crianças brincando e correndo, música, livraria, e, claro, sessões de cinema gratuitas. 

É impressionante também o carinho que as pessoas têm pela própria Mostra. No banheiro feminino, uma mulher comentava para outra: "mal dormi essa noite, mas adoro esse evento e fiz questão de vir". Até Paulo Fernando, motorista da Uber que levou a repórter até o local no começo da tarde, empolgou-se quando ficou sabendo da pauta e relembrou o tempo em que trazia os filhos - hoje com 16 e 11 anos - para assistirem aos filmes. 

— Se eu soubesse que eles estariam em casa agora, sem fazer nada, eu ia lá para trazê-los aqui - contou, nostálgico. 

Os adolescentes não vão voltar a ser crianças como esse pai pode ter desejado por um breve momento, mas os pequenos certamente se lembrarão dos momentos vividos ali. Importante na formação de público, a Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis também busca promover a diversidade de culturas, quebra de preconceitos e alertar sobre questões contemporâneas e ancestrais. 

Os temas abordados nas obras exibidas variam entre a preservação da natureza, lendas indígenas, histórias de deuses africanos, entre outros. Os bate-papos após as sessões também são enriquecedores. Após a Sessão de Curtas Nacionais deste sábado, por exemplo, o roteirista  Thyago Bezerra, de Òrun Àiyé - a criação do mundo falava às crianças sobre importância de mostrar diferentes pontos de vista sobre as histórias. 

O curta conta a lenda de como os deuses africanos Olodumaré, Orunmilá, Oduduwa , Oxalá, Nanã e Exú criaram a Terra e os seres humanos. Lá fora, simultaneamente, o grupo É da nossa cor, que trabalha a identidade, autoestima e protagonismo de crianças do Monte Serrat através da história e cultura afro-brasileira e africana, apresentava-se ao lado da banda Cores de Aidê, formada apenas por mulheres. 

Grupo "É da nossa cor" apresentou-se no Palquinho da Mostra Foto: Yasmine Holanda Fiorini / Agencia RBS

Pré-estreia de Peixonauta - O Filme foi a grande atração da tarde 

Os pequenos e adultos lotaram o Teatro Pedro Ivo para a sessão do primeiro filme do personagem Peixonauta, um agente secreto que vive incríveis aventuras para proteger o meio ambiente enquanto mostra o valor do trabalho em grupo. O longa é inspirado na série infantil homônima, que estreou no Discovery Kids, em 2009. Produto brasileiro, já foi vendido para 86 países. 

Na aventura inédita, Peixonauta vai para a cidade grande pela primeira vez e, quando chega lá, descobre que todo mundo diminuiu de tamanho após um foguete com uma substância secreta ter caído no lago que abastece a região. Junto com seus amigos humanos e peixes, ele tem a missão de conseguir uma fórmula que faça com que todos voltem ao tamanho normal. 

Diretora de Peixonauta - O Filme Célia Catunda e Luiza Lins Foto: Yasmine Holanda Fiorini / Agencia RBS

Após a sessão, a diretora Célia Catunda conversou e tirou dúvidas dos espectadores mirins. Entre as dúvidas curiosas das crianças estavam a possibilidade de um possível romance entre Peixonauta e a Agente Rosa e de onde veio a ideia de falar sobre lixo espacial, um dos temas que o filme aborda. Outra já quis saber quando será o segundo: 

— Depende de quantas pessoas forem assistir ao primeiro quando ele estrear — falou a diretora, reforçando a importância do público prestigiar as produções brasileiras no cinema.

Rafael Carpes, de 11 anos, participa do júri infantil da Mostra, que vai escolher o melhor curta nacional: "Tô empolgado" Foto: Yasmine Holanda Fiorini / Agencia RBS

 Quanto custa

Toda a programação da Mostra é de graça. Nos fins de semana, há um café no jardim do Teatro que vende guloseimas. Já a pipoca dos filmes é distribuída gratuitamente. 

Pão de queijo R$ 3
Croissant de amêndoas R$ 6,50
Bolo simples R$ 4
Café expresso R$ 3
Capuccino R$ 5
Água sem gás R$ 2,50
Suco de laranja R$ 4,50 

Agende-se
Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis
Quando: até 9 de julho
Onde: Teatro Pedro Ivo (Rodovia SC 401, Km 15, n° 4600, Saco Grande, Florianópolis)
Quanto: gratuito
A programação completa pode ser vista no site da Mostra. 

Leia mais:

Saiba mais sobre a 16ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 

Célia Catunda: "Animações têm que divertir, não reforçar estereótipos, e estimular a imaginação"


Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaDagmara Spautz: rio que provoca manchas no mar em Itapema está há dois anos sem monitoramento https://t.co/4otUrUbqR2 #LeiaNoSantahá 47 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaMotociclista fica gravemente ferido em acidente em Brusque https://t.co/1JRKG9LU21 #LeiaNoSantahá 47 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca