Serviços de autopublicação ajudam autores independentes a lançarem livros sem precisar de editora - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Livro digital05/09/2017 | 11h13Atualizada em 05/09/2017 | 11h14

Serviços de autopublicação ajudam autores independentes a lançarem livros sem precisar de editora

Internet é uma alidada de escritoras que têm o sonho de desengavetar projetos e publicar uma obra  

Serviços de autopublicação ajudam autores independentes a lançarem livros sem precisar de editora Marceloo Zambrana / Light Press/Divulgação
Foto: Marceloo Zambrana / Light Press / Divulgação

Quantos bons livros existem guardados em gavetas porque foram recusados por editoras ou porque sequer foram lidos. Das boas revoluções que a internet trouxe, uma delas é a possibilidade de você ser seu próprio editor por meio de plataformas de autopublicação. Para quem é ávido por leitura, significa ficar por dentro do que se produz de literatura contemporânea no Brasil e no mundo a preços a partir de R$ 1,90 (e às vezes até de graça). Para quem escreve, é a oportunidade de fazer o conteúdo chegar aos leitores.

Embora não seja um fenômeno novíssimo — no Brasil, a Amazon disponibilizou a ferramenta em dezembro de 2012 e a Saraiva desde 2013 —, as autopublicações estão crescendo. Dos 100 livros mais vendidos Amazon no país, 30 foram lançados pela ferramenta "self service". E a Saraiva hoje tem um catálogo com 11 mil livros publicados e 12 milhões de acessos por mês.

— Às vezes, até conseguir o retorno de uma editora, pode demorar anos — diz a escritora e roteirista Gisele Mirabai, paulista de 37 anos que no ano passado venceu o Prêmio Kindle de Literatura pelo romance Machamba, lançado via autopublicação.

Ela chegou a mostrar a obra a três editoras. Duas negaram e uma sequer respondeu. Depois do prêmio e sucesso pela internet, ela conseguiu lançar a obra no final do ano passado pela Editora Nova Fronteira.

— Eu me perguntava se literatura e ficção contemporâneas tinham público e descobri que sim. Conheci muitos leitores depois disso. É importante estimular que livros de qualidade estejam na plataforma — diz ela.

O escritor catarinense Amilcar Neves também publicou livros de contos na internet. Para ele, a experiência é válida desde que se faça um bom trabalho de divulgação da obra:

— Resolve-se o problema de distribuição. Mas é um balaio com muitas coisas, de boa e má qualidade — observa.

Escritor Amilcar Neves, Arquivo / DC Foto: Charles Guerra / Agencia RBS

— O maior valor da autopublicação é que tira o aspecto comercial das obras. Algumas editoras apostam apenas no que vai vender. Mas quanta coisa boa deixa de ser publicada porque não tem potencial de best-seller. Tem obras que talvez não vendam milhares de livros, mas quem sabe toque profundamente 10 pessoas — complementa Adriano Tarolassi, diretor de e-commerce da Saraiva.

Os gêneros dos autores independentes são os mais variados possíveis. Os que mais vendem, no entanto, ainda são os romances eróticos. A história de uma professora que abandonou o magistério para dedicar-se à carreira de escritora é uma das lendas que se conta. Depois do sucesso do primeiro, ela já lançou outros 18 livros e hoje inclusivea publica no papel. O escritor Paulo Coelho é outro exemplo: ele mesmo publica seus livros digitais, enquanto que as versões impressas são lançadas por editoras.

Passo a passo para publicar um livro:

- Escolha a plataforma de publicação. As mais conhecidas são o Publique-se!, da rede brasileira Saraiva, e o Kindle, da Amazon
- Faça um cadastro
- Suba o arquivo do livro. Pode ser até mesmo em formato word
- Crie o design da capa. Se você já tiver alguma pronta, pode usá-la. Ou então experimente ser o designer do sua própria obra
- Estabeleça um preço: as plataformas sugerem valores com base no número de páginas e outras características, mas cada usuário pode escolher o valor que quiser
- Divulgue! E muito. O segredo de sucesso é usar as redes sociais, os amigos e todos os contatos para divulgar o livro. Quanto mais visualizações e comentários positivos, mais relevância
- Respeite os direitos autorais

Leia também
Moradores de Florianópolis falam sobre momentos felizes e tristes da vida na Ilha em projeto no Instagram
Agenda: apresentações do Circo Imperial da China e mais 10 eventos que ocorrem esta semana

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaSaiba como definir onde usar o 13º salário https://t.co/uKTKgae6vp #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaKassab participa de encontro de secretários de tecnologia em Florianópolis https://t.co/1vEad5AmTo #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca