O dia a dia da Realeza na Oktoberfest: os rostos que representam a festa - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

Faces da Festa | Realeza20/10/2017 | 21h07Atualizada em 23/10/2017 | 14h10

O dia a dia da Realeza na Oktoberfest: os rostos que representam a festa

No para lá e para cá dos pavilhões, rainha e princesas simbolizam a alegria da Oktober. Domingo elas passam as faixas

O dia a dia da Realeza na Oktoberfest: os rostos que representam a festa Patrick Rodrigues/Jornal de Santa Catarina
Foto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Antes de vestirem os vestidos flamejantes, descerem as escadas e se transformarem em rainha e princesas da Oktoberfest, Bruna Ponchielli, Vanessa Salvador e Bianca Tribess sentam em uma saleta próxima do setor administrativo do Parque Vila Germânica. Elas procuram por alimentos e, embora representem uma monarquia específica, não há jantares fartos que esbanjem carnes, massas e vinhos como se fosse a última ceia. Basta uma batata recheada hipercalórica para que as três cessem o roncar dos estômagos e tenham energia suficiente para aguentar as horas que virão pela frente em meio à multidão. Aliás, haja carboidrato para o trio que além de andar com salto alto pelos setores precisa manter dezenas de músculos do rosto ativos para expressar simpatia.

Das faces da Oktoberfest elas, as três garotas bem-postas escolhidas um ano antes, com certeza são as mais lembradas e que mais simbolizam o evento. É fácil justificar: primeiro por representarem a festa não só em Blumenau, como em outras cidades, estados e países. Segundo pelo fato da realeza já ser um símbolo cobiçado por foliões que querem tirar foto para levar de recordação, sejam eles turistas ou não. O detalhe é que por trás dos personagens existem pessoas de verdade (ah, vá). Bruna, a rainha, é assistente jurídica; Vanessa, a primeira princesa, é contadora; Bianca, a segunda princesa, é bióloga e todas precisam pleitear folguinhas eventuais durante outubro para dar conta dos afazeres reais. Por trás do sorriso constante, portanto, (além de toda a equipe de apoio) há o cansaço.

 Blumenau - SC - Brasil - 17102017 - Oktoberfest 2017, faces com a Realeza, dança da Marreca com a banda Cavalinho.
Nos bastidores, rainha e princesas jantam a tradicional batata recheada antes do trabalho na festaFoto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

Durante o tour monárquico que a reportagem acompanhou, a realeza desbravou a Vila Germânica de cabo a rabo. Elas foram do ambulatório para onde vão as pessoas que passam mal (seja por doenças ou por motivos eventuais, se é que você me entende) até o restrito Lounge Feminino, passando por tudo quanto é lugar. Nem os peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) em seu ônibus ou os policiais militares tomando cafezinho escaparam da visita. Recheado de merchandising em estandes de patrocinadores, o sobe-desce das meninas mostra mais uma virtude do trio: paciência. Mas ela se esgota no momento em que Pedro, lá das nuvens, solta os primeiros pingos de água que molham o cabelo.

– Tá cho-ven-do – grita Bruna, a rainha, enquanto passa a mão esquerda no penteado para saber se está tudo certo com os fios de cabelo.

– Não faz mal – responde, imediatamente, Adenir Barbieri.

Adenir é a responsável por acompanhar o dia a dia da majestade e organiza por onde elas passarão, o que comerão e com quem baterão fotos. É uma fiel escudeira com a missão de fazer com que a única preocupação das garotas seja de andar e sorrir. Nada além.

Se é exaustivo para mim imagina para elas que têm que estar rindo o tempo todo e andando um monte com salto – brinca Adenir, enquanto avança em direção à realeza para que o próximo passo de cada uma delas seja o correto.

 Blumenau - SC - Brasil - 17102017 - Oktoberfest 2017, faces com a Realeza, dança da Marreca com a banda Cavalinho.
Realeza é observada e tietada por onde passa no Parque Vila GermânicaFoto: Patrick Rodrigues / Jornal de Santa Catarina

O cansaço que a plebe não vê

Quando passam por lugares mais movimentados, os olhares do público são a parte fofa da história. Como se estivesse vendo a rainha Elizabeth passeando com Kate Middleton e a pequena bisneta Charlotte Elizabeth Diana, o público fica vidrado. As pessoas sorriem, pegam seus smartphones, tiram fotos, cochicham algo a respeito. As crianças, maravilhadas, puxam as calças de mães e pais para que eles também vejam as pernadas reais. Essa é a parte legal da história mesmo com o cansaço inevitável que surge com o passar dos dias. Aliás, a fadiga trazida pela epopeia de outubro blumenauense gera até uma espécie de contagem regressiva:

– Ah, a gente cansa, né? – fala, baixinho, a rainha.

– Tem uma vida me esperando lá fora – brinca Vanessa.

Bianca Tribess, por outro lado, está em outro clima. Algo como “putz, está acabando”. É algo semelhante ao sentimento de terminar o ensino médio, quando você quer dar adeus à escola, mas sabe que vai sentir falta daqueles momentos daqui a um tempo.

– Eu “tô” assim, não quero que acabe – relata Bianca com uma leve cara de choro.

No domingo, Bruna, Vanessa e Bianca darão adeus às coroas. Elas serão entregues a outras três, que serão apresentadas ao público a partir das 20h, quando começa o concurso para 2018. Amanda Castro, Ana Paula Molverstet, Daniela Provesi, Daniele Kirsten, Franciane Stavisk, Geice Corrêa, Jéssica Correia, Karoline Gehrke, Lizandra Buschirolli e Renata Soares? Das 10, qual formará a nova trinca? Em breve descobriremos.

::: Leia todas as notícias sobre a Oktoberfest
::: Confira as candidatas à realeza da Oktober 2018 e escolha a sua favorita

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaAdolescente é apreendido com quatro quilos de maconha em terminal de ônibus de  Blumenau https://t.co/Ummd7eCJnm #LeiaNoSantahá 2 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaInscrições para a seleção do Colégio Militar de Blumenau iniciam nesta segunda-feira https://t.co/NJPaHNUYZh #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca