Confira dicas para a readaptação das crianças no período de volta às aulas - Lazer e Cultura - Jornal de Santa Catarina

Versão mobile

 

Educação08/02/2018 | 13h47Atualizada em 08/02/2018 | 13h47

Confira dicas para a readaptação das crianças no período de volta às aulas

Reinício do ano letivo requer atenção e apoio especial dos pais para ajudar a controlar a ansiedade dos pequenos

Confira dicas para a readaptação das crianças no período de volta às aulas Marco Favero/Diário Catarinense
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

A maioria dos alunos matriculados em escolas de Santa Catarina retorna as atividades educacionais e pedagógicas na próxima quinta-feira, 15, logo após o feriadão de Carnaval. Somente na rede estadual de ensino são cerca de 500 mil estudantes de 1.073 escolas. Esse período que antecede a volta às aulas, alertam especialistas, requer atenção especial dos pais, que devem readaptar os filhos à rotina escolar para que não fiquem ansiosos além da conta, nem tenham queda no desempenho das atividades. 

O pequeno Nícolas Tedesco Borba, de nove anos, está na expectativa para o início de uma nova etapa escolar na semana que vem. Prestes a ingressar na 5ª série de um colégio particular de Florianópolis, a mãe, a gerente comercial Margareth Lemes Tedesco, 33, conta que tem percebido o filho mais agitado. Para driblar a ansiedade da criança, ela está impondo ao filho um cronograma de atividades bastante diferente daquele praticado nos últimos dois meses de recesso escolar. 

– Já estamos colocando ele na rotina novamente, principalmente com hora para ir dormir e acordar. Tudo para que não haja estresse na semana que vem. Também tento preencher as lacunas, como com a escolinha de futebol, porque aí ele faz um esporte e libera energia – explica. 

Com essa postura, além de garantir que Nícolas não fique sonolento, agitado ou com dificuldade de concentração no período da escola, Margareth também contribui para que o filho tenha uma capacidade de aprendizado maior a partir da manutenção dos níveis de secreção hormonal. Especialista em sono, a médica Aliciane Mota explica que é à noite que o hormônio do conhecimento, o GH, é liberado ao organismo, especialmente em um sono de qualidade. 

– Os hábitos de meses podem ser perdidos facilmente em poucos dias ou semanas de um recesso sem regras. Algumas brincadeiras estimulam demais a função cerebral e, além de atrasarem o horário de dormir, acabam causando interrupções no sono durante a noite – detalha. 

Em geral, as crianças com idade pré-escolar, entre três e cinco anos, precisam de 13 horas de sono por dia. Enquanto que as de idade entre seis e 12 anos devem repousar por pelo menos 10 horas. Mas a psicopedagoga clínica Joyce Cardoso orienta que os cuidados dos pais nesse período devam ir além do período noturno. 

– Também é interessante realizar algumas atividades em casa, como um quebra-cabeça, recorte e colagem ou o que mais estiver relacionado ao conteúdo escolar. Para que a criança vá se inserindo como se estivesse na escola. Ter horários bem definidos para o almoço, como se fosse no dia a dia, além de arrumar previamente o material escolar e o uniforme também são outras indicações – diz.

Tecnologia atrapalha readaptação

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL - 07/02/2018Crianças ansiosas com a volta às aulas. Na foto, Nicolas Tedesco Borba
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Parte da ansiedade de Nícolas pela volta à escola se deve às novas rotinas das crianças e dos adolescentes, que usam cada vez mais a tecnologia. 

– Essa geração deles é muito ansiosa, querem tudo para ontem e não conseguem esperar. Sei que, entre os amiguinhos da turma, já estão combinando tudo pelo grupo do WhatsApp, e isso contribui para aumentar a expectativa – comprova a mãe, Margareth. 

Mas, dependendo da faixa etária e da duração, esse tipo de ansiedade não se caracteriza como doença. É o que explica a psiquiatra Deyse Porto, que acrescenta que o transtorno nas crianças pode se dar por diversos motivos no período que antecede a escola: separação dos pais, medo de serem testadas e até generalizada, quando há uma preocupação excessiva com tudo. No entanto, a coordenadora estadual de saúde mental da Secretaria de Estado da Saúde alerta para que os pais procurem ajuda, se constatarem o prolongamento do sofrimento infantil. 

– Pais e professores precisam estar atentos a tudo o que foge do padrão: o nível de intensidade, o desinteresse ou a resistência em ir para a escola ou realizar outras atividades, como brincar livremente, principalmente em períodos prolongados. Uma avaliação especializada de um possível transtorno é recomendada para que não se tenha prejuízo no rendimento escolar, na socialização e até mais futuramente com outras situações, como a depressão – enfatiza.

 FLORIANÓPOLIS, SC, BRASIL - 07/02/2018Crianças ansiosas com a volta às aulas. Na foto, Nicolas Tedesco Borba
Foto: Marco Favero / Diário Catarinense

Veja as dicas para readaptar a rotina das crianças: 

1) Mantenha uma rotina rígida para que a criança saiba diferenciar noite e dia;

2) Inclua na programação atividades que remetam àquelas da escola, como quebra-cabeça, recorte e colagem;

3) Leve-as para dormir mais cedo, por volta das 19h, 20 e 21h, antes de todos os adultos irem para cama;

4) Sonecas durante o dia são aceitáveis, desde que não sejam exageradas e comprometam o descanso a noite;

5) Durante o dia deixe as janelas abertas e todos os sons ambientes da casa liberados, enquanto à noite, priorize um local silencioso e no quarto da criança um ambiente escuro ou com luz baixa;

6) Tire os alimentos gordurosos do cardápio e acrescente muitos líquidos, especialmente água e sucos. 

Leia mais:

SC receberá R$ 7,1 milhões para custear ensino médio integral em 2018

35 escolas e CEIs de Joinville passam por reformas antes do início das aulas

Veja todas as notícias sobre Educação no Diário Catarinense


 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaAcusado de matar Bianca Wachholz assume crime e diz que "fez uma besteira" em audiência https://t.co/AcZdBsZmOK #LeiaNoSantahá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaVídeo: Pedestre é atropelado em frente a shopping na Rua 7 de Setembro, em Blumenau https://t.co/RwPsQ7x9nh #LeiaNoSantahá 7 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca