Versão mobile

Segurança07/04/2011 | 21h52

Itajaí registra quatro casos de estupro em 15 dias

Crimes não teriam sido cometidos pelo mesmo estuprador

Enviar para um amigo

Um e-mail que relata o estupro de uma funcionária pública fez aumentar o medo das mulheres em Itajaí. A história serve de alerta, pois nos últimos 15 dias quatro casos foram registrados na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso. O mais recente ocorreu domingo no Bairro São Vicente.

Conforme a Polícia Militar, na maioria das vezes, a própria vítima, desatenta, dá oportunidade ao criminoso (veja tabela com dicas).

_ O perfil geralmente é o mesmo. O criminoso escolhe mulheres mais jovens. Nestes últimos quatro casos, as vítimas tinham entre 19 e 30 anos _ conta a delegada Honorata Cachoeira Rodrigues, que não relaciona um caso ao outro.

Segundo ela, apesar da relevância do crime de estupro, muitas mulheres acabam não levando o caso à diante. Geralmente por vergonha e até medo, já que é necessário fazer o reconhecimento do suspeito.

_ A gente orienta a denúncia, de preferência imediata. Assim, é mais fácil identificar e localizar o suspeito. Devemos pensar que, com ele solto, mais mulheres podem ser vítimas _ fala Honorata.

Vítimas têm direito ao acompanhamento

Depois de registrado o boletim de ocorrência, as mulheres vítimas de estupro passam por dois procedimentos. O primeiro é o tratamento profilático. Por meio de medicamentos, as mulheres conseguem evitar gravidez e doenças infecciosas que possam ter sido contraídas durante o estupro. Neste caso, o tratamento só faz efeito se aplicado até 72 horas após o crime. O segundo procedimento, caso a mulher queira, é o encaminhamento ao psicólogo para a recuperação do trauma.

PROTEJA-SE

- Procure andar em locais com circulação frequente de pessoas 
- Ao estacionar o carro, tente encontrar vagas com boa iluminação. Evite parar embaixo de árvores. Em pátios de supermercado, o ideal é procurar estacionamento próximo da porta de entrada
- Avise os familiares ou amigos onde você está indo
- Se estiver a pé, evite andar próximo a muros e paredes. Caminhe próximo à rua. Assim, em caso de abordagem, fica mais fácil correr ou pedir socorro
- Se estiver dirigindo, mantenha as portas trancadas e vidros fechados, especialmente à noite. Ao se aproximar de semáforos, diminua a velocidade e tente não parar completamente. Se for necessária a parada, mantenha distância de pelo menos dois metros do outro veículo. Assim, é possível manobrar, caso precise sair rapidamente do local
- A qualquer sinal de perigo, avise a Polícia Militar pelo 190

Fonte: Luciano Gabriel Thiele, capitão da Polícia Militar de Itajaí

 

JORNAL DE SANTA CATARINA

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários
SHOPPING
Compare ofertas de produtos na Internet

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaHomem mata namorado da ex-mulher no bairro Garcia, em Blumenau - http://t.co/Bk3mN7Znbehá 14 minutosRetweet
  • santacombr

    santacombr

    Santa"O trabalho é ressurgir das cinzas a cada momento", diz brasileiro que mora no Nepal http://t.co/V2clqLcsUU http://t.co/bfwnEbxcMfhá 19 minutosRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca
clicRBS
Nova busca - outros