Versão mobile

Apenas as UPAs funcionam16/05/2012 | 09h24

Médicos fazem mobilização nos postos no segundo dia sem atendimento em Florianópolis

No primeiro dia, cerca de 85% dos profissionais participaram do movimento

Enviar para um amigo

Nesta quarta-feira, os médicos que atuam na rede municipal de saúde promovem uma série de atividades como parte da paralisação de dois dias da categoria. Durante a manhã, uma carta é distribuída à população para explicar o movimento. Segundo avaliação do sindicato, cerca de 85% dos médicos paralisaram na terça-feira.

A paralisação ocorre porque os médicos são contra a tributação de gratificações na folha de pagamento. Além disso, lembram que aproximadamente 100 médicos pediram demissão desde janeiro de 2011, principalmente pelos baixos salários, segundo a categoria.

"Com a saída de médicos da prefeitura, os que permanecem ficam sobrecarregados e não conseguem dar conta da demanda de pacientes", afirma o sindicato na carta entregue à população.

Segundo Renato Figueiredo, diretor clínico da Secretaria de Saúde e eleito pelos profissionais para representá-los junto a Prefeitura, a adesão está dentro do projetado pela categoria, já que é preciso lembrar que foi decidida pela manutenção do atendimento nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Norte e Sul da Ilha e que há profissionais em cargos comissionados que não aderem.

Ainda na manhã desta quarta, por volta de 11h, o sindicato e a Secretaria Municipal de Saúde se reúnem. Às 14h, os manifestantes se encontram em frente ao Senadinho, na esquina das Ruas Deodoro e Felipe Schmidt, no Centro. O último ato será uma assembleia, agendada para 16h, no hotel Floph, onde será avaliado o movimento e definidos os rumos da negociação.

A categoria pressiona a prefeitura para que seja assinado o decreto que suspende o desconto na gratificação do PFS. O decreto foi elaborado em conjunto com os gestores municipais e iniciou a tramitação em 22 de março. Desde abril de 2011, os médicos tentam suspender o desconto na gratificação. 

Como ocorreu nesta terça-feira, somente os profissionais que atendem na Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Norte e Sul não irão parar as atividades nesta quarta-feira.

DIÁRIO CATARINENSE

Notícias Relacionadas

Saúde 15/05/2012 | 18h37

Sindicato calcula participação de 85% dos médicos no primeiro dia de paralisação em Florianópolis

Paralisação termina nesta quarta-feira às 16h com assembleia para definir os rumos do movimento

Saúde 14/05/2012 | 15h54

Cerca de 60% dos médicos do município devem aderir à paralisação desta terça e quarta-feira em Florianópolis

Prefeitura já pensa em como reagendar consultas perdidas

Preste atenção 14/05/2012 | 11h24

Médicos da prefeitura paralisam atividades na terça e quarta-feira em Florianópolis

Categoria está descontente com o desconto na gratificação do Programa de Saúde da Família

Comentar esta matéria Comentários (0)

Esta matéria ainda não possui comentários

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaRT @SantaEsporte: Basquete de Blumenau larga com vitória dupla na Copa Centenário http://t.co/DydAQi7Z9vhá 3 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaCorpo de homem é encontrado em uma construção em Ibirama, no Alto Vale http://t.co/ewo3tqEQV7há 4 horas Retweet
clicRBS
Nova busca - outros