Confira dicas para preparar o corpo antes, durante e depois da folia - Jornal de Santa Catarina: notícias de Blumenau, Vale do Itajaí e SC

Versão mobile

 

+Saúde24/02/2017 | 11h50

Confira dicas para preparar o corpo antes, durante e depois da folia

Cuidados como condicionamento físico, hidratação e alimentação constantes podem ajudar a ter mais lembranças da diversão do Carnaval do que dos excessos

Confira dicas para preparar o corpo antes, durante e depois da folia Lucas Amorelli/New Co DSM
Foto: Lucas Amorelli / New Co DSM

Música animada, fantasias, bebida, grupos de amigos, gente bonita. Não é à toa que o Carnaval tornou-se um salvo conduto para a alegria tão aguardado em nosso país tropical abençoado por Deus. Mas antes de se jogar no abre-alas ao embalo da primeira marchinha é importante tomar cuidados essenciais para que na quarta-feira não sobrem só as cinzas.

Não é preciso atravessar o deserto do Saara para sentir o calor do Allah-la Ô. Se o churrasco, a festa ou o bloco forem de dia, debaixo do sol castigante do Vale ou do Litoral, os cuidados podem começar com o uso do protetor solar fator 30 para evitar queimaduras e até insolação — não a do coração, cantada por Cláudia Leitte, mas a que realmente faz mal.

Deixe a água rolar. Muita água, aliás, mineral, como a da Timbalada. A nutricionista Jennifer Eissmann conta que se em um dia normal é recomendado ingerir ao menos dois litros, em um dia de folia, com suor, bebida e coreografias de samba ou axé, a meta passa para ao menos três. Mas lembre-se: cachaça não é água, não. O ideal é se hidratar com H2O mesmo, e durante toda a festa, ou entre um copo e outro das bebidas etílicas (no caso dos que garrafa cheia não querem ver sobrar).

— Suco também vale, é muito bom, mas é mais recomendado para quando se está festando há mais tempo sem comer porque tem um pouco de glicose e ajuda a dar mais energia — explica.

:: Clique nos links das músicas e embale do seu Carnaval com a trilha sonora
:: Leia mais notícias de Blumenau e região em santa.com.br

Quando o assunto é comida, aliás, não tem disse me disse, não tem chove não molha: é na base de alimentos leves. Mais do que isso, a nutricionista recomenda levar chocolates, barras de cereais, sementes, castanha, avelã, damasco e até coco em uma bolsa. Assim o festeiro não fica cinco, seis horas sem comer nada e pode fazer lanches rápidos enquanto o som da banda empurra todo mundo num suingue massa.

Claro, muitas vezes é só olhar para aquele cachorro-quente com maionese depois da festa para pensar: não dá pra ficar sem, sou 100% você! Nessa hora nada de bancar o Rei Momo, é melhor mudar o repertório para algo como Xô, Satanás! Lanches pesados no calor, com molhos e às vezes procedência duvidosa podem se aproveitar de um organismo já judiado pelos excessos e render um abadá para o pouco desejado bloco da virose.

Aos praieiros, guerreiros e solteiros que querem mais verão e mais fevereiro é aconselhado também querer um tênis confortável para curtir a folia e evitar cansaço e lesões. Roupas confortáveis de tecidos não sintéticos também ajudam a dançar largadinho, largadinho.

A personal trainer especialista em Fisiologia do Exercício, Grupos Especiais e Reabilitação Cardíaca, Talita Moretti, lembra que quem é fisicamente ativo larga na frente e tem mais chances de aguentar a folia até o final com mais disposição e capacidade cardiovascular do que os mais sedentários. De qualquer forma, é preciso ter boas noites de sono antes das folias e ficar atento aos sinais do organismo.

— É importante sentir o próprio corpo e não ultrapassar as suas limitações — recomenda.

Unidos da Netflix

Como será o amanhã? Responda quem puder. Ao contrário de um samba-enredo dos anos 1970, às vezes a folia tem um dia seguinte previsível, de ressaca e nada apoteótico. Nesses casos, mantenha as comidas leves e a ingestão de líquidos como água, sucos com couve, água de coco e limão. Vale para testar o estômago e também para permitir que a ala das toxinas encerre seu desfile pela corrente sanguínea.

Para quem tem mais vocação para integrar a Unidos da Netflix do que para festas de rua, a personal trainer recomenda que os quatro dias de folga não sejam só de sofá, seriados e subcelebridades desfilando na TV. Afinal, é um período grande que pode prejudicar a evolução de quem busca perda de peso, por exemplo.

— É interessante aproveitar para fazer uma caminhada, uma trilha, algum exercício, convidar alguém para tornar isso uma atividade prazerosa — sugere a personal trainer Talita Moretti.

E para quem gosta de correr atrás do trio elétrico mas não é muito adepto do mesmo exercício em esteiras e pistas de caminhada, a especialista indica que essa pode ser uma boa motivação para começar um condicionamento físico que permita encarar com pique de Ivete Sangalo uma maratona de festas no Carnaval de 2018.

JORNAL DE SANTA CATARINA - Blumenau

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaBlumenau terá programação para a Semana da Imigração Alemã  https://t.co/SXsH0rQ1og #LeiaNoSantahá 11 horas Retweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaIFC abre inscrições para três cursos gratuitos em Blumenau https://t.co/i6JdqzH19V #LeiaNoSantahá 12 horas Retweet
Jornal de Santa Catarina
Busca