Alerta falso sobre míssil causa confusão no Havaí - Jornal de Santa Catarina: notícias de Blumenau, Vale do Itajaí e SC

Versão mobile

 

Honolulu13/01/2018 | 20h35

Alerta falso sobre míssil causa confusão no Havaí

AFP
AFP

Autoridades do Havaí desmentiram neste sábado um alerta enviado por engano sobre a chegada iminente de um míssil balístico ao arquipélago americano e o chamado aos cidadãos para se protegerem.

Em tuítes separados, o governador do Havaí, David Ige, e a agência local de situações de emergência afirmaram que o território americano no Pacífico não estava sob a ameaça de um míssil balístico, em meio a um contexto geopolítico tenso, devido às ameaças de ataque nuclear feitas pela Coreia do Norte contra interesses americanos.

O alerta foi enviado por engano às 8h locais para alguns celulares, com a mensagem: "Ameaça de míssil balístico em direção ao Havaí. Busque um abrigo imediato. Isto não é um exercício."

A advertência se propagou rapidamente pelas redes sociais, causando pânico no arquipélago, após meses de tensão entre Washington e Pyongyang.

"Havaí, isso é um alarme falso", publicou a deputada democrata Tulsi Gabbard no Twitter. "Confirmei com autoridades que não há um míssil a caminho."

David Benham, porta-voz do centro de comando militar americano para aquela zona do Pacífico, afirmou que não havia detectado ameaça de míssil balístico sobre o Havaí.

Benham explicou que "a mensagem anterior foi enviada por engano" através do Sistema de Alertas de Emergência que as autoridades nacionais usam para enviar informações urgentes para os cidadãos.

O serviço de emergências do Havaí confirmou que não havia ameaça de míssil, e o senador democrata pelo Havaí, Brian Schatz, publicou um tuíte afirmando que o incidente se deu por "falha humana", sem divulgar detalhes.

Segundo o serviço meteorológico nacional em Honolulu, a mensagem teria sido um teste enviado por engano, segundo um comunicado publicado em seu site.

"Não há nada mais importante do que profissionalizar e colocar salvaguardas neste sistema de alertas Amber", advertiu o senador.

- Para o porão! -

Um fotógrafo da AFP que mora no centro de Honolulu indicou que viu várias pessoas saindo de um prédio de escritórios depois do alerta, enquanto seus vizinhos lhe perguntavam o que fazer.

Lauren McGowan, de férias na ilha de Maui, onde fica Honolulu, contou à AFP que funcionários do hotel Montage Kapalua Bay lhe pediram que se abrigasse no porão da cafeteria dos empregados.

"Ninguém entrou em pânico, mas foi confuso", com crianças perguntando por que precisavam ir para o porão.

Depois de alguns minutos, um dos clientes conseguiu sinal de telefone e avisou que o alerta era falso. "Foi um pouco preocupante, mas não vou deixar que isto estrague minhas férias", disse Lauren.

Consultada pela AFP, uma recepcionista do hotel Pagoda, de Honolulu, contou que, após o alerta, clientes telefonaram para a recepção, mas que não houve pânico.

- Desconfiança -

O sistema de alertas Amber costuma ser criticado por sua pouca confiabilidade.

"O público tem que ter confiança no nosso sistema", criticou o governador do Havaí em um comunicado, assinalando que buscaria entender o que causou o incidente e que cuidaria para que situações semelhantes não voltem a ocorrer.

* AFP

 

Siga Santa no Twitter

  • santacombr

    santacombr

    SantaJovem morre após colisão em árvore na BR-470, em Trombudo Central, no Vale do Itajaí https://t.co/5tn8POfN57 #LeiaNoSantahá 1 diaRetweet
  • santacombr

    santacombr

    SantaÀs 18h, os brinquedos da Planetapeia vão percorrer os setor do Parque Vila Germânica. Às 19h será a vez de atrações… https://t.co/hdgiMphZqbhá 9 diasRetweet
Jornal de Santa Catarina
Busca